.27 de fevereiro de 2018

Agnes Grey - Anne Bronte


    Há pouco mais de um ano atrás li, pela primeira vez, uma obra de uma das Bronte: Jane Eyre. Após essa leitura, decidi , tal como fiz com Jane Austen, ler todas as obras das irmãs. Demorou, mas consegui dar continuidade a tarefa. 
     Faço parte de um grupo muito legal no Facebook que tem como foco literatura clássica e lá muitas pessoas falaram bem desse livro, porém, não tive uma experiência tão extraordinária com o anterior, por isso embarquei  nessa leitura sei grandes expectativas.
    Agnes Grey narra sua própria história para nós de uma maneira delicada e afetuosa, tendo muito da própria autora, Anne Bronte, que passou por situações deveras parecidas em sua vida. É difícil abandonar o livro sem antes saber como ela está, afinal, ela tornou-se uma amiga, uma pessoa a quem queremos muito bem. 
    A jovem, filha de um clérigo pobre, sempre foi poupada de quaisquer inquietações pelos pais e irmã mais velha, algo que muito a importunava, até que, ao contrair muitas dívidas, seu pai cai em depressão, sua mãe corta todos os gastos, sua irmã começa a pintar quadros para vendê-los e Agnes decide tornar-se preceptora. É claro que sua família será contraria a essa resolução, afinal ela não tem experiência nenhuma, nunca saiu dos limites de sua propriedade, contudo a jovem é tenaz e consegue alcançar seu objetivo partindo para sua nova função. 
    Infelizmente, Agnes passa maus bocados em sua profissão: na primeira casa para onde vai, não consegue ficar mais do que alguns meses, visto que as crianças, as quais deveria educar, eram intratáveis e seus pais ainda piores. Na segunda casa, a situação é um pouco menos desesperadora, no entanto a moça continua sem conseguir educar seus pupilos e percebe neles inclinações nada agradáveis, tendo muitos problemas por causa disso, pois os pais a culpam de ser condescendente, e não lhe dão o devido respeito nem estimulam os filhos a tê-lo também. 
     Essa situação entristece Agnes que sente-se frustrada por não conseguir lecionar e por precisar do emprego para ajudar os pais, logo, é obrigada a sujeitar-se e permanece na casa. Muito mais ainda vai acontecer e nossa protagonista passará por muitas provações e desventuras, sempre com uma atitude otimista de tentar encontrar justiça e bondade em tudo e em todos. 
   Apreciei muito essa leitura, o livro tem menos de trezentas páginas, porém traz muitos ensinamentos não apenas acerca de como era a vida no século XIX, mas também sobre o difícil cotidiano de uma preceptora que em Jane Eyre não ficou muito claro. Indico Agnes Grey para todos que gostam de romances vitorianos e para professores também! Todo educador deveria ler esse livro. 

As irmãs Bronte no filme "To Walk Invisible" 

32 comentários:

  1. Olá!

    Como não ficar com vontade de ler só de saber que se passa na era vitoriana? Sim, eu sou muito apaixonada por romances de época e fiquei ainda mais ao saber que esse parece fugir do comum e focar também nas desventuras de Agnes como preceptora. Gostei muito de sua resenha e mais ainda da dica. Super anotada!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Ah, se você gosta de romances vitorianos, vai amar os das irmãs Bronte!
      =)
      Bjs

      Excluir
  2. Das manas Bronte apenas li O Monte dos Vendavais ou O Monte dos Ventos Uivantes da Emily, uma obra boa, mas dura. Relativamente a Austen, nada ainda li, mas tenho interesse em ler.
    Gosto muito de clássicos, mas tenho andado mais pelos russos (adoro Dostoievski, Tolstoi e Tchekhov), mas recentemente passei por Dickens, Wells e adorei, para já não falar nos franceses Victor Hugo, Stendhal e Flaubert, além do nosso Eça... tantos afinal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, menino, preciso muito ler O morro dos ventos uivantes e mais autores russos também! Nossa, adoro os clássicos russos! =)
      Esse ano reli Flaubert e adorei, realmente são muitos livros para serem lidos =)

      Excluir
  3. Olá, é a primeira vez que leio algo deste livro e parece ser muito interessante a proposta! Apesar de o enredo não me chamar a atenção, acredito qur se possa tirar lições valiosas desta leitura. Ótima dica!

    Beijos,
    Conta-se um Livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, realmente, é uma leitura recompensadora.
      Bjs

      Excluir
  4. Olá, tudo bem Andrea?
    Confesso que nunca li os livros da Anne Bronte, mas quero ler algum livro dela esse ano, eu apenas li "O Morro dos Ventos.." que é da Emily. Eu gosto muito de clássicos, então estou sempre anotando dicas e pesquisando. Gostei da sua resenha, ficou muito boa!
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e com você?
      Ah, leia sim! As irmãs Bronte são incríveis, preciso muito ler O morro dos ventos uivantes!
      Obrigada! =)
      Bjs

      Excluir
  5. Não conhecia o livro ou mesmo a autora, mas gostei da premissa do livro, apesar de mostrar tantos infortúnios dessa protagonista. Não sei se já li algum romance vitoriano, mas vou anotar a indicação.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, com certeza vai querer ler outros depois desse =D
      Bjs

      Excluir
  6. Olá, ainda não tive o prazer ou a oportunidade de ler algum livro das Brontes. Entretanto conheço alguns títulos através de resenha, assim como a sua. Tenho uma grande vontade de ler clássicos. Adorei a resenha, talvez eu não gostasse do livro resenhado. Não me chamou muita atenção.
    Abraços.

    Menino Livros, Haulisson.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, leia sim, aqui no blog tenho uma longa lista de livros clássicos resenhados dos mais variados temas =)
      Os clássicos são maravilhosos e valem muito a pena
      Bjs

      Excluir
  7. Eu não conhecia a autora e fiquei curiosa, eu gosto bastante de livros clássicos e esse me parece ser bem muito bem desenvolvido e construído. Adorei a sua resenha e anotei a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele é muito bem construído mesmo, você percebe o quanto a autora se preocupou em criar uma história bem organizada e verossímil, muito bom!

      Excluir
  8. Oi, tudo bem? Admiro muito a literatura clássica, mas confesso que poucos livros realmente me cativam. Mesmo a Jane Austen é uma autora que pouco consigo gostar. Nunca li nada das Bronte e a curiosidade nunca apareceu pra mim, sabe? Essa história, apesar de ter laços biográficos, não me interessou muito. A dinâmica narrativa me parece conturbada, mas tediosa. E, como eu não pretendo ser mãe, narrativas que tenham crianças passam bem longe do meu interesse. Mas que bom que gostou da leitura, pra quem gosta do gênero deve ser bem proveitosa mesmo. Achei legal saber que existe um grupo de literatura clássica <3

    Love, Nina.
    www.ninaeuma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e com você?
      Ah, que pena, acho que você gostaria das outras irmãs, elas estão mais insertas no romance gótico, como O morro dos ventos uivantes e Jane Eyre, por exemplo.
      Bjs

      Excluir
  9. Olá!
    Que dica de leitura maravilhosa. Além de termos elementos históricos, a trama mostra personagens fortes e bem desenvolvidos.
    Certamente uma daquelas leituras que surpreende e não da vontade de parar.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim, esse livro é muito bom mesmo =)
      Bjs

      Excluir
  10. Oie!
    As irmãs Brontë li apenas O morro dos ventos uivantes e amei essa leitura, achei ela fantástica ao extremo. Tenho muita vontade de ler outros livros, principalmente, esse, pois gostei muito de ele trazes ensinamentos, sabe? Eu curto e admiro isso.
    Vou anotar a dica e espero curtir a leitura.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Quase todo mundo já leu O morro dos ventos uivantes menos eu! kkkkkkk
      Preciso ler logo =)
      Bjs

      Excluir
  11. Ola,
    Eu já ouvi falar das autoras, mas não conhecia esse livro. Parece ser um livro bem diferente não lembro de ler nada clássico nesse estilo apesar de já ter visto o Morro dos Ventos Uivantes e também os filmes da Jane Austen,só fico imaginando o quanto a leitura é descritiva e como é seu ritmo, pois confesso que acho um pouco lento o desenrolar dos fatos. Mas, achei interessante a dica, quem sabe em um futuro.
    Beijos
    Raquel Machado
    Leitura Kriativa
    http://leiturakriativa.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Olha, só posso te dizer que você precisa ler, leia esse, é um livro bem leve e interessante, os romances da Jane Austen também são muito bons. Depois de ler o primeiro clássico, você não vai querer parar mais. =)
      Bjs

      Excluir
  12. Ótima resenha, me deu muita vontade de ler o livro. Com essa sinopse de superação, a protagonista deve evoluir muito durante a narrativa. Conforme for possível, com certeza irei ler.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Andre!
      Sim, essa história é incrível mesmo, recomendo muito =)

      Excluir
  13. Oi. eu conheço o livro, foi destaque de um dos debates na aula de literatura em contraste com a Virgina Woolf, infelizmente, não tenho um exemplar, gostei bastante dessa edição.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Nossa, que legal! Gostaria de ter assistido a esse debate. =)
      Quando puder, leia sim!

      Excluir
  14. Adorei a resenha e o livro parece ótimo e bem fluído de se ler. Gostei muito dessa premissa sobre educação e os pais não respeitando a preceptora, infelizmente acontece no nosso mundo atual,. Dica anotadíssima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! De fato, como educadora passei por algumas situações parecidas... É bem triste mesmo =/

      Excluir
  15. Olá!

    Não é o tipo de livro que leio, mas de acordo com a premissa, parece ser bem atual, apesar de ter sido escrito há tanto tempo. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      Infelizmente, é bem atual mesmo =/

      Excluir
  16. Oi Andrea, como está?
    Eu tenho aqui "O morro dos ventos uivantes", da Emily Brontë, mas nunca tive coragem para começar. Mas, graças a "Jane Austen, A Vampira" (cujas continuações eu ardentemente desejo ler), sei que as irmãs dela também escreveram obras que são muito importantes para a literatura como um todo.
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://galaxiadeideias.com
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Renata! Estou bem e com você?
      Ah, leia, é muito bom! Visceral =)
      PS: Eu jurava que a Jane Austen só tinha uma irmã, Cassandra, e não sabia que ela era escritora publicada, sei que elas trocavam muitas cartas, mas não sabia de romances publicados por ela, vou pesquisar. =)

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger