.24 de outubro de 2017

A volta do Parafuso - Henry James


Olá, pessoal! Antes de mais nada, aqueles que gostam de novelas góticas já devem ter se deparado com a seguinte dúvida: é "A volta do Parafuso" ou "A outra volta do parafuso"? Ambos os títulos falam da mesma história, o segundo não é uma continuação do primeiro, talvez, essa diferença aconteça por causa das editoras que publicaram essa obra, mas o título original traduzido em nossa língua é o primeiro. Há um filme dos anos 90 também chamado A outra volta do parafuso, mas todos esses nomes trazem em seus conteúdos a mesma história, que isso fique claro. Agora, vamos ao livro: 

     Basicamente, ele narra a trajetória de uma jovem preceptora, filha de um pároco, submissa, ingênua, de compreensão limitada que nunca saíra de sua pequena aldeia até precisar de um emprego. Na entrevista, a moça já revela sua falta de conhecimento de mundo, visto que encanta-se com o possível futuro empregador e aceita trabalhar para ele sob a condição absurda de jamais perturbá-lo em hipótese alguma e nunca reportar-lhe nada sobre os sobrinhos dos quais ela ficará encarregada. 
       Nas primeiras semanas, ela cuida apenas da menina, Flora, conhece a casa e os empregados, mas quando o menino, Milles, chega, percebemos uma crescente perturbação na protagonista que, aparentemente, transporta todo o seu fascínio pelo patrão para o sobrinho, pois este lhe será mais acessível... 
       Porém, o garoto chega com uma carta de expulsão do colégio onde estudava, logo, a preceptora já começa a desconfiar do jovem extremamente belo e encantador que, em sua cabeça, parece flertar com ela, ao mesmo tempo, ela começa a ver aparições de antigos empregados da casa que morreram há algum tempo, eram amantes, pessoas de moral "duvidosa", sob o ponto de vista da moça, e pior: tinham uma proximidade muito grande com as crianças. 
       Automaticamente, a protagonista, sem nenhuma razão lógica, acredita que esses espíritos querem dominar os corpos dos dois irmãos, que eles são aliados das aparições, que querem assustá-la e sabem a respeito dos fantasmas, enfim, ela entra em um estado cada vez mais frenético beirando a loucura, o que pode levar alguns a vê-la como possível esquizofrênica ou apenas paranoica, esse último com certeza. 
    O mais estranho, contudo, é que ela facilmente atribui a culpa de tudo a menininha Flora, pensando que a criança conversa com os espíritos e deseja ser usada por eles, já com Milles, a história é diferente: ela percebe haver algo diferente com ele, afinal, foi expulso do colégio onde estudava, mas está sempre disposta a vê-lo como inocente e apenas inteligente demais para sua idade, sempre fascinada com o cavalheirismo dele... 
      Apesar de parecer simples, essa história ainda causa muita discussão no meio literário visto que foi escrita na Era Vitoriana, período de grande repressão às mulheres e imposição religiosa o que faz com que muitos vejam as atitudes da preceptora como reações a sua sexualidade reprimida...
      Mas, a novela termina com essa grande indagação: tudo aquilo aconteceu realmente, ou foi apenas fruto da imaginação de uma jovem altamente impressionável?

Me digam nos comentários o que acham e leiam o livro para tentar desvendar esse mistério! =) 

15 comentários:

  1. Esse é um clássico que está na minha lista de leitura há um bom tempo, e sempre acabo deixando a leitura de lado. Mas coloquei ele na meta desse ano, quem sabe ainda não dá tempo.
    Adorei a sua resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Que clássico menina, fiquei encantada por demais! Gosto de livros que um dia foram motivos de debates e sei que me encantaria por demais ao lê-lo, sua resenha ficou ótima e feliz de saber que existem dois volumes, mas que não se encaixam,literalmente.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Olá!! :)

    Eu confesso que não conhecia este livro mas ainda bem que gostaste de fazer a leitura. Acho que nunca li nenhum livro do género...

    Achei essa historia bem estranha, e ate voltada para o terror mesmo :P Essa indagação final seria horrível para mim ahahah

    Boas leituras!! ;)
    no-conforto-dos-livros.webnode.com

    ResponderExcluir
  4. Olá, eu não conhecia o livro, mas não consegui me atrair para realizar a leitura. Até achei a premissa interessante, mas não é um tipo de livro que eu sinta vontade de ler com frequência. Enfim, gostei de ler a sua resenha bem explicadinha.

    ResponderExcluir
  5. Oi, Andrea!
    O que me chamou mais atenção foi o título, mas quando comecei a ler a resenha percebi que ele tem muita história pra contar, não sou muito fã de livros com espíritos aparecendo na trama, mas sou fã de um bom mistério, então fiquei bem curiosa para saber o que está acontecendo com essa protagonista! :O

    Beijos,
    Eli - Leitura Entre Amigas
    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Não conhecia o livro, mas gostei bastante da premissa.
    Fiquei curiosa para conhecer a história e ver como tudo vai terminar. Algo me diz que coisas inusitadas podem acontecer com a protagonista.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu gosto de livros que deixam em aberto o fato de ser imaginação ou real. A descrição deste livro me lembrou muito um que eu já li que na tradução recebeu o título "A menina que não sabia ler", que provavelmente deve ser baseado nesse e eu não fazia a menor ideia. A leitura parece ser instigante, vou anotar a dica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Interessante essa história, Vou anotar a dica para uma leitura no futuro.
    Bjus

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha ouvido falar sobre esse livro e até tinha uma certa curiosidade, mas não sabia do que se tratava. Apesar de achar interessante alguns aspectos da trama, principalmente essa questão dela tender a culpar a menina e acreditar no rapaz (acho que isso deve levar o leitor a fazer muitos questionamentos), não sei se é o tipo de livro que eu leria. Achei mais sombrio do que eu imaginava antes.
    De qualquer forma, adorei saber mais sobre o livro. Talvez em um outro momento eu sinta vontade de ler.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Oi Andrea, confesso que nao conhecia o livro, mas já fiquei super curiosa com esta questão de ser imaginação da moça ou fatos que realmente aconteceram. Intrigante isso.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  11. esse é um dos meus livros preferidos. Adoro a atmosfera da narrativa, sombria com tons psicológicos...

    Henry James é incrível. <3
    bjs...

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem? Nossa é uma indagação bem interessante. Não conhecia o livro confesso, nem suas versões nem o filme, mas fiquei curiosa para ler. Parece ser bem promissor e diferente. Esse questionamento com relação a sexualidade da mulher reprimida na época em sempre ver o melhor do menino é meio confuso, mas temos que ler para saber né?! Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Hey, tudo bem?
    Ainda não li esse livro, mas já li muitos elogios para ele. Fiquei muito contente por ter lido sua resenha, pois acho que é um livro escrito no passado pensando no futuro e gostei disso.
    Fiquei intrigada para saber o que acontece já que sua resenha está incrível.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  14. Olha, esse final de resenha me deixou mega curiosa hein?
    Não conhecia a obra, mas com certeza vou conhecer!
    Dica anotadissima!

    Beijinhos!!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  15. Inicialmente eu não dei nada pelo livro, mas depois de me situar com o contexto histórico eu comecei a entender que foi genial. Ou melhhor quero acreditar que foi, que as palavras escritas eram muito mais do que apenas aquilo, que tinham um significado maior e por isso acredito que as discussões sobre esta leitura são enriquecedoras e importantes^^
    Adorei a sua resenha e relembrar da leitura

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger