.3 de setembro de 2017

[FILME] - Entre os Muros da Escola


      Olá, pessoal! Depois de alguns dias pensando e analisando, decidi voltar ao blog, não sei se farei postagens com a frequência dos meses anteriores, mas prometo tentar não sumir! Ao longo desses anos, quase desisti desse projeto várias vezes e cheguei a postar apenas cinco textos em um ano, mas não quero fazer isso novamente, então, para começar esse pequeno retorno, vamos falar a respeito de uma obra que retrata bem a realidade da profissão que escolhi para minha vida...
Entre os Muros da Escola, lançado em 2008, vencedor de várias premiações, mostra o cotidiano conflituoso de uma escola pública da periferia de Paris. 
     O filme começa com uma reunião pedagógica de início de ano na qual a equipe da escola se apresenta e mostra aos novos colegas quais são os alunos "problemáticos" e como tudo funciona por lá. Na segunda cena, somos apresentados ao professor de Francês, François, que tem sérios problemas com sua turma de alunos indisciplinados e debochados, sem muito conhecimento da língua, pois a maioria é imigrante de regiões como o Norte da África, Oriente Médio e ilhas gerenciadas pela França, apesar de estarem nesse país estrangeiro e precisarem aprender para integrar-se ao meio, eles não têm muito interesse no que os professores explicam e estão sempre tentando subverter as aulas. 
     Eles questionam muito tudo o que François ensina, dizendo ser retrógrado, difícil e este não consegue cativar a turma, até tenta fazer atividades lúdicas, tenta entendê-los, porém, a resistência dos jovens é grande. Muitos profissionais dessa escola até gostam da profissão e querem fazer o seu melhor, o problema é que a pluralidade de culturas e etnias, uma realidade nova e diferente, parece tê-los pego de surpresa e essa equipe não está preparada para lidar com toda essa novidade, não conseguindo alcançar os alunos e integrá-los a rotina escolar. 
     Há um momento no qual François perde a paciência por causa da constante saraivada de perguntas irrelevantes de sua turma, causando uma situação com consequências bem desagradáveis e aparentemente irreparáveis... 
     Essa é uma produção que considero fundamental para qualquer professor, ou qualquer um que queira entrar nessa profissão, pois tudo é muito realista e semelhante ao que tenho visto ao longo desses anos como educadora em nosso país, algo que me surpreendeu bastante porque acreditava ser a França bem diferente quando se fala de educação. Preciso confessar que os alunos me deixaram muito revoltada, acho que, se fosse eu, teria desistido da turma e entregado as aulas, mas cada um sabe até onde consegue suportar adolescentes pedantes e desinteressados...
     Uma informação bem interessante é que esse roteiro é baseado em um livro homônimo escrito pelo ator que interpreta o professor François e praticamente todo o elenco é composto por não-atores, achei isso incrível! 
     Enfim, esse é um filme muito bom e bem revoltante, mas que te faz pensar e avaliar sua conduta, ajudando até mesmo a criar novas estratégias de ensino caso seja professor como eu. 

18 comentários:

  1. Oi Andrea, vida dura esta de vocês professores... São a base de todas as profissões e renegados a nada. Que tristeza! Não é por um acaso que nosso país está do jeito que está, mas enfim...
    Já conheço o filme, e gosto muito, uma boa opção que você trouxe.
    espero que não desista do blog, mesmo que suas postagens não sejam tão constantes
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade, mas faço o que gosto e por mais difícil que seja, sempre tem momentos que são incríveis. Esse filme é mesmo muito incrível.
      Obrigada pelo apoio! =)

      Excluir
  2. Oi Andrea, eu já assisti esse filme e adorei menina, foi um dos melhores que assisti sobre a escola e nos traz muito a realidade que os professores enfrentam, ótima postagem.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Morgs!! Que bom que também gostou dessa produção, ela é realmente muito boa e reflexiva =)

      Excluir
  3. ooi que bom que não desistiu do blog! Eu mesma também quase fiz isso mas tenha em mente que odo blogueiro já passou por isso, às vezes esse mundo aqui desmotiva mesmo, e juntando com a vida pessoal às vezes largamos as coisas sem querer mais saber sobre, não é mesmo? Mas fico feliz pelo retorno.

    Gostei bastante do que escreveu sobre o filme, achei bem interessante. Tentarei assisti-lo demais! <3 Agradeço pela sugestão.

    Um beijo, Karol Vicente
    www.palavrasambulantes.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karol!!
      Super obrigada pelo apoio! O complicado para mim é a vida pessoal, o blog é o meu hobby e algo que amo fazer, mas por causa das preocupações acabo ficando sem ideias, porém não vou desistir! =)
      Fico feliz que tenha gostado da sugestão, se assistir, quero saber o que achou do filme =D

      Excluir
  4. Gente, como não conhecia esse filme? Preciso assistir. Trabalhei muitos anos com educação infantil, embora esteja me formando em pedagogia só agora. Nunca tive interesse em trabalhar com adolescentes, sou mil vezes as crianças, embora seja uma loucura também. *-* Não imaginava que a profissão na França fosse parecida com a nossa realidade.

    Vou procurar esse filme. Obrigada pela dica. Beijos e queijos. =***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que legal! Então você é formada em Magistério? Eu gosto de ambas as faixas etárias apesar de que todas têm seus desafios, mas quando gostamos do que fazemos, conseguimos contorná-los.
      Espero que goste do filme!! =D

      Excluir
  5. Boa noite, ser professor mais que uma profissão é uma missão, tenho muito respeito e admiração pelos professores, principalmente vendo as dificuldades que enfrentam. Gostei de sua postagem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade! Fico muito feliz quando meus alunos dizem o mesmo que você e praticam esse respeito. =)
      Obrigada!

      Excluir
  6. Oii, tudo bem?
    Não conhecia o filme, mas achei o tema bem interessante. Nossos professores são a nossa base e tão diminuídos :(
    Faço licenciatura e é bem triste ver esse descaso, sabe? Com certeza vou assistir ao filme, bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Paula! Infelizmente essa é a realidade, mas acredito que podemos mudá-la! Espero que você conclua sua graduação e seja realizada na profissão. =)

      Excluir
  7. Oi, tudo bem? Fiquei super interessada no filme, não por causa do aspecto professoral, mas porque dialoga com a atualidade de imigrantes e refugiados. É claro que a gente tem a tendência de pender para um dos lados, mas eu sempre fui o tipo de pessoa que gosta de entender os dois lados e não tomar partido (porque, pra mim, é mais importante ouvir do que culpar), por isso, eu me interessei pelo lado "revoltante", porque acho que é uma oportunidade de, também, entendermos que a mistura de cultura e etnias oferece oportunidades que nem sempre concordamos. Se esses adolescentes são imigrantes, provavelmente não têm condições e oportunidades igualitárias aos seus colegas nascidos ali, o que pode explicar o comportamento deles.
    Obrigada pela dica, vou com certeza procurar pelo filme! <3

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e com você?
      Espero que assista ao filme sim!! Ele, infelizmente, não aborda a questão dos imigrantes e refugiados em momento algum, nós apenas sabemos que os alunos são de outros países, acho que é até interessante para analisarmos o discurso do filme nesse ponto.
      Bjss <3

      Excluir
  8. Gostei da proposta do filme e se dá justamente com uma fase que estou vivenciando, parece inspirador!

    Beijos <3

    ResponderExcluir
  9. Oi Andrea, não desista do blog, sei que é importante para você compartilhar seu gosto literário e cinematográfico... Sugiro que crie uma equipe para ajudar com as postagens, você pode começar com uma amiga e se der certo ir estendendo a outros colaboradores. Eu escrevia num blog que a dona também professora não tinha quase tempo para escrever e nem administrar direito o blog, era uma loucura, mas os colaboradores ajudavam.... Atualmente escrevo em um que são uns dez colaboradores, tem post quase todo dia e não fica puxado para ninguém e sai muita coisa boa, além de postagens em grupos e até amigo secreto. Pense nisso com carinho.

    Agora sobre sua dica, menina, sempre quis assistir esse filme, mas acabei deletando ele da minha listinha de memória... Amei saber que o cenário de fundo é a educação francesa, li recentemente aquele livro: "Crianças francesas não fazem manha" e fiquei encantada com a política de educação do país, esse livro / filme veio para mostrar o outros lado, fiquei ainda mais curiosa para assistir. Quanto ao livro, uau, não sabia que existia, acabo de colocar na minha lista de urgentemente DESEJADOS!!! E ainda mais curiosa em saber que só ganhou 3 estrelinhas no Skoob, quero ler!!!!!!!!!! Beijos

    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nara!
      Obrigada pelo apoio e pelas dicas!! Já estou providenciando um colaborador mais assíduo para me ajudar, espero que dê certo!!
      Assista ao filme sim!! Também estou querendo ler o livro porque quero saber mais detalhes sobre as personagens. <3

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger