.6 de agosto de 2018

Pelos Olhos de Maisie: divórcio e abandono do ponto de vista de uma criança.


No ano passado, li pela primeira vez um texto escrito pelo autor Henry James e gostei. Por isso resolvi ler uma outra obra de sua autoria: Pelos Olhos de Maisie. Eu sabia se tratar de um livro sobre divórcio e abandono do ponto de vista de uma criança, mas não estava preparada para o grau de crueldade apresentado.

"Queriam-na não pelo bem que pudessem fazer a ela, mas pelo mal que, com a ajuda inconsciente dela, cada um poderia fazer ao outro." p 29.

Pelos Olhos de Maisie é um romance publicado em 1897 que gerou muitas críticas positivas e negativas para Henry James. O livro começa com o divórcio conturbado dos pais da pequena Maisie. Ambos são pessoas extremamente vaidosas, egoístas e egocêntricas sem um pingo de amor pela filha. Eles lutam pela guarda compartilhada apenas para se prejudicarem mutuamente. 
Assim fica acordado que Maisie passará seis meses com a mãe e depois seis meses com o pai. O narrador não nos diz a exata idade da menina, porém inferimos que no início da narrativa, por causa de suas ações, ela devia ter por volta de uns quatro anos. A menina logo percebe o "jogo" de seus pais e decide ir contra eles, o que os faz não prestarem mais atenção a filha e a enxergarem-na como uma inútil, um estorvo.

"Ele pediu para eu dizer, repetiu ela direitinho, que a senhora é uma grandessíssima vaca!" p 37.

Algum tempo se passa, um ano, talvez dois e ambos os pais casam-se novamente, dando a Maisie um padrasto, Sir Claude, e uma madrasta, a senhora Beale. Estes, por incrível que pareça, mostram-se muito mais interessados no bem-estar da menina do que seus próprios pais, algo que é reiterado sempre que possível pelo narrador.

"Você sabe que sua mãe a odeia." p 204.

Essa questão nos leva ao tema que eu inferi como principal: a moralidade. Em Pelos Olhos de Maisie, a todo momento vemos o narrador e as personagens falando sobre moralidade. Os pais da protagonista são mostrados como crápulas, criaturas odiosas, sendo a mãe um pouco mais "cruel", mais julgada e ao mesmo tempo mais consciente. Ela trata a filha muito mal, contudo, diferente do ex-marido, pelo menos, contrata alguém de boa índole para cuidar da criança.

"Seu pai queria vê-la morta: é isso, minha querida, que seu pai desejava." p 237.

Essa pessoa, a senhora Wix, é a responsável por "abrir" os olhos de Maisie e mostrar-lhe ser a moral mais importante do que a beleza, isso porque a menina está cercada por pessoas belíssimas. Ambos os pais e padrastos são lindos e fascinantes aos olhos da criança, fazendo com que ela releve muitas coisas. 
Você deve estar pensando, " - Mas ela é uma criança! Como poderia saber em quem confiar?" Esse é um ponto bem escuso para mim, admito. O título original da obra é What Maisie Knew e o narrador comenta isso o tempo todo: que Maisie sabia demais, contudo, analisando a postura da menina não acho que ela soubesse de fato quais eram as motivações dos adultos, acho que ela dizia saber apenas para não ficar "por fora" do que acontecia a seu redor. Maisie é realmente muito inocente, ingênua e carente de amor.

"Você é uma criaturinha horrorosa, medonha, deplorável." p 243.

É claro que posso estar equivocada. Sinto ter absorvido apenas uma camada superficial dessa história, logo, pretendo procurar alguns textos de apoio para entendê-la melhor. A edição, parceria da Cia de Letras com a Penguin Classics é ótima. Tem muitos textos adicionais sobre a história e vida do autor Henry James, o que é bem melhor do que ter apenas a história em si. 
Pelos Olhos de Maisie é um livro que precisa de contexto para ser bem aproveitado ( e eu ainda acho que preciso de mais informações). Esta não foi uma leitura fácil para mim. Apesar do tema e da complexidade das personagens, a escrita do autor tornou-se enfadonha em vários momentos e até um pouco confusa, ainda assim indico essa leitura e acho que todos que pretendem ter filhos ou já os tem deveriam fazê-la para aprender como NÃO AGIR com seus filhos caso se divorciem dos parceiros...

12 comentários:

  1. Olá! Nunca tinha ouvido falar deste livro, e achei muito interessante a temática que o autor escolheu! De fato, é muito comum , e muito triste também, que hoje esta seja a realidade de milhares de crianças que se encontram na mesma situação de Maisie, viram moedas de troca numa disputa que interessam a todos menos a elas. E atente para a época que foi escrito, 1897! Eu gostei mesmo deste livro, e entrou na minha lista! Obrigada de verdade pelo post!

    Bjoxx ~ www.stalker-literaria.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Também fiquei muito surpresa com a temática ser trabalhada já no século XIX! Espero que goste da leitura =)

      Excluir
  2. Oi Andrea, tudo bem?

    Ainda não conhecia a obra, mas por toda complexidade que você citou e pelo tema que está sendo abordado, é claro que já fiquei bem interessada. Sou filha de pais divorciados e não foi um divórcio amigável, então passei por situações "desastrosas". Assim, creio que este livro iria agregar muito a mim, assim como as outras pessoas. Uma dica realmente maravilhosa, obrigada!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, sinto muito pelo que você passou!
      Leia esse livro com bastante calma, pode acabar sendo um gatilho. =/

      Excluir
  3. Olá!
    Eu não conhecia o livro e acredito já ter ouvido a falar a respeito do autor, mas preciso procurar mais. A temática do divórcio é uma realidade muito presente nos tempos atuais, apesar de não ser tão comum no ano em que o livro foi escrito e infelizmente, encontramos muitos pais como o da criança do livro. Gostei muito da sua dica e faz tempo que não leio clássicos. De fato, aparenta ser um livro complexo, mas acredito que a leitura vale a pena.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Sou bem fã de Henry James,mas esse livro não conhecia, foi muito boa a indicação, vou procurar ler.
    Parabéns pela resenha e beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal!! Fico feliz que essa dica tenha sido inédita para você =D

      Excluir
  5. Olá, tudo bem?

    Confesso que não conhecia esse livro do Henry James, eu nunca li os livros do autor e olha que gosto de literatura clássica, pretendo ler alguma obra dele ainda esse ano, o problema é tempo!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  6. Oie amore,

    Nossaaaaa que livro é esse...Nos dias atuais é tão comum vermos isso acontecendo que nunca nos paramos pra perguntar como a criança se sente né.
    Acho que esse livro é uma boa pra nos fazer refletir a respeito.
    Que quotes maravilhosos, dá pra ver que se trata de um livro bem intenso e polêmico...
    Dica anotada!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Ainda não conhecia a história e achei bem interessante o tema que aborda, assim como as questões de comportamento e a própria moralidade. O fato da personagem ser tão nova, também aguça a curiosidade para saber mais.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger