.6 de julho de 2017

As aventuras do bom soldado Svejk - Jaroslav Hasek



Esse livro eu vi em uma lista feita no antigo blog de uma parceira nossa, o Literaliza, não sei se o novo layout dela mantém as listas, mas gostei do título e vi alguns vídeos a respeito dele no canal Livrada! e decidi lê-lo por impulso, pois é, eu e meus impulsos, caras... 
Escrito por Jaroslav Hasek alguns anos após a Primeira Guerra Mundial, As aventuras do bom soldado Svejk traz uma visão completamente diversa da escrita tcheca popularizada por Kafka. 
A obra fala de maneira bem humorada, satírica e até mesmo burlesca a incursão da personagem-título a esse primeiro grande conflito de proporções globais. 
Em seu tempo, o texto foi considerado blasfemo e imoral, pois mostra de maneira bem ácida e crítica todas as formas de corrupção social. A cada página existe uma piada diferente desacreditando todas as histórias de louvores da Guerra e suas motivações. 
Por causa de tudo isso, o autor encontrou muitas dificuldades para publicar o livro e o fez de forma independente, usando sua língua materna, algo bem inovador, visto que todos os autores do período escreviam em alemão, considerada uma língua culta e elitizada. 
Sinceramente, o começo da história foi interessante, porém as descrições demasiadas passaram a me cansar e terminei a leitura com uma frustração imensa, até porque não há final nessa narrativa, pois o autor morreu antes de concluí-la... 
Para aqueles que conhecem Forrest Gump, Svejk será muito semelhante e você pode até sentir que este foi, com certeza, a inspiração para Forrest, no entanto, a narrativa de Hasek é muito cansativa, diferente da outra que é rápida e menos descritiva. 
Enfim, acredito ser essa obra recomendável para pessoas que adoram clássicos, sátiras e descrições muito detalhadas, como não me encaixo nesse último quesito, As aventuras do bom soldado Svejk deixou muito a desejar... 

11 comentários:

  1. Boa tarde, adorei seu relato sobre esse livro. Confesso que pela capa eu não ia querer lê-lo, mas depois de ler sua resenha ja adicionei á minha lista!

    https://me-afogando-em-livros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Nossa, que pena que você não gostou. Também fico frustrada quando há excesso de alguma coisa em uma história. Uma pena também não ter desfecho por conta do falecimento do autor... Agora fico na dúvida se o coloco na minha lista também.
    Bjos!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  3. Não cheguei a ler o livro do Forrest, vi apenas o filme. Uma pena que esta tenha sido uma leitura mais cansativa.
    Bjs, rose.

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia o livro e achei muito interessante saber sobre como o autor encontrou dificuldades para publicá-lo. Eu fiquei curiosa para ler o livro, espero que em breve eu possa realizar essa leitura.

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem? Adoro essa "refresco" de risada da escrita Tcheca. Nunca tinha ouvido falar do livro, porém história sem final é pra frustrar mesmo. Mas ninguém quis dar continuação? Acho que talvez seja pelo forma que foi publicado né? Ótima e sincera resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  6. Ah, mesmo que deixe a desejar quero ler esse livro. Gosto bastante de literatura tcheca e, apesar da falta de um final apropriado, acho que vou gostar da leitura...

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Não faz muito meu estilo esse tipo de livro, porém li sua resenha de mente aberta, pois é sempre bom sair da zona de conforto né?! No entanto, sua resenha só confirmou o que eu já sabia, esse livro não é para mim. Odeio narrativas cansativas e arrastadas, e é bem provável de eu largar a leitura. Então, deixarei a dica para outra pessoa que possa aproveitar melhor do que eu.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Nunca li nada da literatura tcheca, e confesso que apesar deste livro ser bem interessante não é algo que eu leria.

    Bjs

    ResponderExcluir
  9. pena que vc nao curtiu tanto assim a leitura...eu gosto de cenas bem descritivas,mas que não sejam enfadonhas... bom, só lendo pra tirar as conclusões...
    bjs...

    ResponderExcluir
  10. Oi Andrea! Bom, descrições em demasia me cansam também, mas achei corajoso o autor por desafiar as glórias e honras que os heróis de guerra sempre receberam, ainda mais em uma época que o patriotismo era tão importante.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá tudo bem?
    Essa resenha foi uma verdadeira montanha russa para mim. Olhei para a capa e torci o nariz, de cara já achei que não gostaria do livro. E então você apresentou o enredo e fiquei curiosa, pensei "talvez valha a pena". Mas, assim como você, não suporto narrativas super descritivas. Então dessa vez eu passo.
    Gostei bastante da sua resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger