.24 de junho de 2017

O Encontro – Evanilton Rios Alves


Estava um tanto ansioso para escrever este texto sobre o livro O Encontro: destino, coincidência ou construção, do autor Evanilton Rios Alves. Minha ansiedade se deu por dois motivos: (1) trata-se de um livro nacional e tal fato muito me alegra, pois sou aquele tipo de leitor defensor da literatura brasileira mais atual; (2) o autor em questão foi meu professor de matemática empresarial na faculdade — cá entre nós, tenho uma responsabilidade grande nas mãos.
O Encontro conta a história de vida de Rafael, um rapaz nordestino que deixa sua terra natal para viver na cidade de São Paulo e, consequentemente, ter o encontro com a pessoa que lhe trará a Vitória. Na medida em que os eventos vão se desenrolando, notamos a evolução tanto pessoal quanto profissional do rapaz.
Nascido em 1967, fruto de um fazendeiro autoritário que impunha trabalho compulsório aos filhos, Rafael teve uma infância privada de estudos e momentos de laser. Conforme o tempo passa, o menino observa a situação dos pais, decidindo então, com a ajuda de outros parentes, viajar para São Paulo. A mudança traz a oportunidade do estudo e novas perspectivas de vida até o encontro acontecer.
O objetivo da narrativa é inspirar o leitor através da trajetória de Rafael, pautada na força de vontade dele para transpor todo o preconceito que sofreu em São Paulo por ser de origem nordestina, além das dificuldades em se manter numa cidade desconhecida. Gosto em especial das discussões que o narrador levanta com relação a coincidências e destino, criando momentos em que a história dá lugar a grandes reflexões.
Além disso, algumas características peculiares chamam a atenção neste livro, tornando-o uma obra incomum, por assim dizer. Em primeiro lugar, não há diálogos. O foco narrativo é em terceira pessoa, com narrador onisciente, contudo as conversas entre personagens são todas construídas de maneira indireta, apresentadas pelo próprio narrador.
Outro ponto interessante da obra está no nível de realidade dos personagens. Em O Encontro, o autor Evanilton apresenta seus personagens de uma maneira tão realista, que se torna fácil se identificar com as motivações de Rafael. Simpatizamos com sua determinação em seguir em frente independente das adversidades que ele enfrenta a cada capítulo.
Por fim, uma última característica que considero importante levantar aqui é a questão das referências históricas. Tendo como ambientação cidades brasileiras, o livro apresenta várias referências de acontecimentos e comportamentos, tais como a ditadura militar, a cultura autoritária dos anos 60 e 70, o desastre automobilístico que levou ao falecimento de Ayrton Senna, as Copas do Mundo, entre outros. Tudo exposto segundo a ótica de Rafael.

Quanto à edição, o livro está disponível para compra no site do Clube de Autores em versão impressa e E-Pub. No decorrer da leitura, confesso que senti a necessidade de uma nova revisão. Em alguns momentos encontrei palavras em duplicidade e períodos que poderiam ser melhor formulados, mas nada que comprometesse a experiência da leitura. A diagramação é boa, embora a fonte utilizada não seja serifada. Na capa encontramos a foto de uma porteira aberta para uma estrada, que, a meu ver, remete ao caminho que o protagonista tem a seguir rumo à realização de seus sonhos. Posso estar errado, quem sabe? Fiquei bastante satisfeito com a leitura, especialmente pelo teor reflexivo e, de certa forma, até motivacional da narrativa. Leitura recomendada! 


Por Samuel de Andrade

12 comentários:

  1. Oie amore,

    Não conhecia o livro até o momento, mas parece se tratar de um livro muito bom.
    Adoro esses autores que apresentam os autores de maneira realista, isso me chamou bastante a atenção.
    Dica anotada por aqui!

    Beijokas!

    ResponderExcluir
  2. Olá, poxa, que legal poder ler um livro de um professor seu!
    Eu não conhecia e parece ser um bom livro, é bem diferente dos livros que estou acostumada a ler e nãos ei se o leria, mas é bom ter novas experiências e talvez eu o leia algum dia.

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?

    Achei ousado da parte do autor fazer um livro sem diálogos, pois já li alguns livros assim e nem todos conseguem prender o leitor. É preciso ter uma narrativa muito boa para conseguir obter sucesso e parece-me que o autor conseguiu fazer isto. Adoro livros que servem de inspiração e que abrem a mente do leitor, com toda certeza já fiquei interessada. Muito legal o autor ter sido seu professor!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Que maravilha saber que não só eu admiro escritores brasileiros
    achei demais a história e realmente é a realidade de muitos nordestinos no Brasil
    não só nordestinos não é mesmo
    todos nós brasileiros desejamos sempre buscar por nossos sonhos , e tentamos lutar por um futuro melhor
    adorei a resenha ,que privilegio deve ser pra vc falar do livro do seu professor
    amei bjos

    ResponderExcluir
  5. oi, muito bacana esse livro, e eu nnunca tinha ouvido falar dele. Adorei o fato de ter referências a coisas históricas, isso sempre me empolga em livros.

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia o livro, e infelizmente desta vez o enredo não me chamou tanta atenção, mesmo contendo referências históricas.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  7. Oi Samuel, também sou defensora da literatura nacional tão desvalorizada pela maioria da população, o que é uma pena porque temos verdadeiros tesouros aqui.
    Parabéns pela resenha completa, objetiva e com informações que me fizeram ter vontade de ler O Encontro, sou do Nordeste e eu e minha família nos mudamos para SP em 1967, data de nascimento do Rafael, nesta época eu estava com 7 anos.
    Adorei saber do livro e certamente o lerei em breve.

    Bjo
    Tânia Bueno

    ResponderExcluir
  8. É a primeira resenha que leio da obra, e apesar de achar a trama interessante, não me interessei no momento pela leitura. Não curto muito livros sem diálogos. :/
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  9. Gostei de sua resenha e recomendação, lembrei do livro Canto do Uirapuru de
    Érica Bombardi, porém nesse livro ressalta a vida do personagem no interior e só no final ele decide definitivamente ir para a cidade grande estudar. Leria "O encontro" apesar de ter gostado da imagem, não gostei da capa, essa imagem poderia ter sido trabalhada de forma diferente. Nunca comprei nada do CLUBE DOS AUTORES, mas já li sobre esse projeto / site e tenho curiosidade.

    Parabéns e sucesso ao autor.
    Nara Dias
    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  10. Resenhar uma obra escrita pelo prof. faria minhas mãos tremerem, rs. Mas creio que ele ficou bem satisfeito com a sua resenha, em sua essência bastante positiva. O fato de você mencionar "o encontro" sem dar muitos detalhes me fez ficar curiosa sobre do que se trata, com quem foi e o porquê ser tão crucial na vida de Rafael.
    Super apoio a iniciativa de divulgar autores nacionais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Não é algo que eu leria, mas gosto muito quando as referências históricas são boas! Torna a história mais real.
    Bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Gosto muito de livros nacionais, acredito que temos que explorar os otimos livros que temos em nosso pais. Mas esse não é um tipo de livros que eu gosto, apesar da historia parecer interessante.

    Beijos

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger