.16 de maio de 2017

Para Poder Viver - Yeonmi Park



      No ano passado, estava passeando por uma livraria no Shopping Penha, aqui na zona Leste de São Paulo, quando me deparei com esse livro e fiquei muito tempo pensando a respeito do título, eu queria entender o que uma moça tão bonita e com um semblante tão sereno precisara passar para poder viver e confesso: não estava preparada para tudo isso e chorei muito durante a leitura. 
Yeonmi Park é uma jovem naturalizada sul-coreana de vinte e três anos (minha idade também), estudante de Direito, ativista política e escritora, mas nem sempre foi assim, pois, infelizmente, essa menina nasceu na Coreia do Norte. 
O texto é narrado pela protagonista e dividido em três partes cronologicamente organizadas: Coreia do Norte, China e Coreia do Sul, traçando todo o caminho percorrido pela moça desde antes de seu nascimento, com a criação de seu país, até o presente momento. 
Esse livro é, acima de tudo, uma denúncia, não só dos horrores que ocorrem na parte temida do antigo "Reino Eremita", como também dos que ocorrem na China por causa do tráfico humano proveniente das fugas constantes de norte-coreanos.
Ao longo da leitura nos sentimos muito mal por perceber que Yeonmi tinha uma sub vida e ao chegar na China, onde, pensava, encontraria sua liberdade, ledo engano, entra em um pesadelo ainda pior sendo estuprada, usada e comercializada como um animal, tudo isso aos treze anos de idade...
Essa história é uma grande lição de vida, de verdade, após essa leitura passei a enxergar melhor a minha vida e tudo o que me cerca e percebi que meus problemas não são nada perto do que essas mulheres passaram e, enquanto eu era uma pré-adolescente comum, Yeonmi já estava lutando para poder viver. Ela tinha todos os motivos e justificativas para desistir de sua vida, sua própria nação incentivava isso, porém, essa menina escolheu ser forte e corajosa, ultrapassando diversos obstáculos e tornando-se um exemplo de superação para todos nós. Excelente leitura, mais do que recomendada para todos. 



25 comentários:

  1. Olá! Parece ser uma leitura bem triste e pesada.
    Vou ver se coloco na lista e quando tiver em uma época boa, irei ler. Acho que tem momentos certos pra se ler livros assim.
    Gostei da resenha, foi bem direta! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oiee,
    Eu já conhecia o livro de vista, mas nunca parei pra ler nada sobre ele, não imaginava que tratava de um assunto tão forte, fiquei muito curiosa em fazer essa leitura, já anotei a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá , tudo bem ?
    É incrível como num passeio você encontra um livro assim que te faça pensar na vida, admito tinha visto essa capa essa semana numa rede social não me encheu muito os olhos rsrs mais após ler a sua resenha fiquei bem curiosa em relação a yeonmi, vai para minha listinha. Parabéns pelo post .
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Já tinha ouvido falar do livro, mas não conhecia a capa, ou pelo menos não lembrava dela. Deve ser uma leitura sofrida é cheia de reflexões sobre o que fazemos a respeito de nossas próprias vidas.
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  5. Eu conheço o livro mas por ser tão intenso nos detalhes eu tenho adiado a leitura. Pretendo ler em algum momento mas não estou preparada para fazer isso agora. Achei interessante a sua opinião sobre a obra.

    ResponderExcluir
  6. Oiii Andrea tudo bem?
    Eu realmente não conhecia o livro e confesso para ti que fiquei bastante impressionada por passar essa mensagem tão linda, vale muito a pena ler.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Sabes que já me aconteceu muitas vezes de entrar numa livraria para comprar outra coisa e um título me fisgar? Eu sou muito mais de títulos que de capas. Não compro um livro pela capa... Nuca, embora axhe uma ou outra bonita, tenho medo de praticar "futilidade literária". Livro é conteúdo. Não é capa! Por isso leio orelhas, contra-capas e até mesmo um pouco do prefacio, quando o título me interessa. Eu vi sua emoção porque já passei pelo mesmo! E que venham mais livros deújcias como esse.

    ResponderExcluir
  8. eu fiquei curiosa pra ler desde que vi o lançamento... uma amiga minha [que faleceu ano passado :(] leu e disse que foi uma leitura bem impactante...
    uma pena que tantas mulheres passam por todo tipo de desgraça em vários lugares do mundo e a gente se sente impotente em não conseguir fazer nada além de se horrorizar... :(

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem?
    Achei a obra bem curiosa, e fiquei intrigada a ler, vou ver se acho para comprar.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  10. Olá, Moça!
    Que livro diferente e rico que você trouxe pra mostrar!
    Uma vez eu assisti os relatos dos prisioneiros políticos na Coréia do Norte.
    E vou te dizer... Naquele dia eu não consegui dormir.
    Chorei muito assistindo, por isso, eu acredito que ao entrar em contato com o livro eu não sei se levaria ou não.
    Mas quando lemos livros com histórias fortes e marcantes assim, a gente cresce mais um pouco, né? Pela reflexão da lição que a história nos traz.
    A gente percebe que tem pessoas que sofrem muito e aqui a gente reclama muito de tudo tendo muito.

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  11. Oi, esse tipo de leitura sempre me abala e me entristece muito, então não leio muito livros assim, mas gostei de sua resenha e vou anotar o nome, quem sabe um dia...Bjs

    ResponderExcluir
  12. Oii!!!
    Não conhecia esse livro ainda. Que história incrível, nunca imaginei nada parecido. Eu sei que na Coreia do Norte a situação é complicada, mas não da para saber direito, pois não existe imprensa livre no país. Com certeza vou querer ler, dica anotada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Nossa, parece um livro bem intenso mesmo. No momento não é o tipo de leitura que me chama a atenção, mas quem sabe num futuro próximo... 😊

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro. Eu gosto de livros que são pesados e nos tiram da zona de conforto. Acho que o melhor da leitura é isso

    ResponderExcluir
  15. Olá, Andrea.
    A história dessa autora realmente parece ser bem triste, senti pena só em ler a resenha, imagine o livro.
    Mas fico feliz que ela tenha superado a ponto de colocar isso em um livro para outras pessoas saberem de sua história!

    ResponderExcluir
  16. Oi Andrea, tudo bem?

    Já conhecia a história dessa mulher e a cada vez que leio a resenha do livro dela me emociono, pois passar por tudo que ela passou não deve ser nada fácil e deve marcar de uma maneira muito dolorosa. Ainda não tive o prazer de ler o livro, mas pretendo fazer isso em breve. Espero tirar tantas lições como você tirou!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Eu amo livros que apesar de trazer uma premissa pesada, trazem também emoção e reflexão! Já quero <3

    ResponderExcluir
  18. Olá!
    Parece ser um livro triste,mas fiquei curiosa, a foma que você falou sobre o livro foi lindo.
    Abraços**
    http://FebredeLivro

    ResponderExcluir
  19. Oi!!

    Não conhecia o livro e a história da autora é bem impactante. Mesmo sendo deprimido me interessei pela temática, por ela trata as vertentes sobre os três países e de alguma forma ter superado e encontrado motivos para viver. Dica anotada. Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Olá, tudo bem?

    Nossa, o livro é bem carregado de emoções e reflexões reais, é o que sua resenha me passou, e confesso que não sei se estou preparada para ler algo assim, não no momento, me parece ser uma leitura difícil por ser dolorida, mas muito importante, dica anotada!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    Gente, que livro é esse? Que temática mais forte essa questão do estupro, do sofrimento da protagonista e tudo o mais. Sua resenha fez umas agulhas entrarem em meu coração e já sofri.
    Vou anotar a dica e espero ler e gostar.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Muito interessante! Infelizmente, uma mensagem triste. Mas esse clamor precisa ser ouvido e os olhares do mundo se voltarem para C.do Sul.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Eu já tinha ouvido falar desse livro, mas por algum motivo acabei esquecendo dele. Foquei be curiosa com a temática da obra, que parece ser muito forte e instigante para ler. Dica super anotada!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  24. Sinceramente, por tudo que você disse do livro já sei que não é leitura para mim. Deve ser bem pesado acompanhar tudo o que ela passou e não tenho estômago para essas coisas não. Que bom que ela conseguiu aprender a viver com esse passado e ainda deu conta de dividi-lo com os outros.

    ResponderExcluir
  25. Oi,
    Adorei a sua resenha, e como descreveu o livro. Gosto de histórias reais, lenturas pesadas, que nos fazem pensar um pouco e principalmente pensar em algo além do nosso próprio umbigo. Saber que as vezes nossa realidade é ruim, mas sempre há alguém passando situação pior e que devemos agradecer a vida que temos.
    Obrigada pela dica.
    Beijos

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger