.27 de fevereiro de 2017

As Horas - Michael Cunningham


Em As Horas vamos acompanhar a vida de três mulheres em momentos totalmente diferentes, mas todas estão ligadas por um mesmo livro: Mrs. Dalloway. No início do século 20, conhecemos uma Vírginia Woolf já muito abalada por causa de suas crises depressivas e tentando escrever esse novo romance que terá como protagonista, uma jovem senhora chamada Clarissa Dalloway. Já na segunda metade do século, nos Estados Unidos, conhecemos Laura Brown, uma mulher casada com um "herói de guerra", com um filho pequeno e grávida de outro, mas muito infeliz com a mesmice de sua vida, e por fim, conhecemos também, nos anos 90, Clarissa Vaughn, apelidada por seu amigo Richard, um homem soropositivo, de Mrs. Dalloway.
Agora porque essas três personagens estão ligadas a esta outra? Justamente por causa do modo como Woolf queria conduzir seu mais novo romance, passando por um possível suicídio de Clarissa, em seus momentos mais intensos de crise depressiva, ou mudando totalmente de perspectiva, quando feliz ao lado de sua família, logo, são esses acontecimentos tristes e desesperadores que conectam essas vidas. 
O mais interessante é que o discurso desse livro nos mostra o que era esperado das mulheres ao longo dessas três épocas e é perceptível como a intelectualidade de uma mulher sempre é subestimada ou estigmatizada, no caso de Virgínia e Laura, ser intelectual é quase que um motivo para elas serem "problemáticas", já com Clarissa é o contrário, o fato de não ser "tão intelectual" assim faz com que os outros a tratem de maneira condescendente e isso mostra o quão difícil é ser uma mulher, não pelo fato de ser mulher e sim por tudo o que as pessoas esperam que sejamos ou não, é cansativo, triste e por isso duas dessas personagens tentaram o suicídio e, bem, acho que quase todos sabem que uma realmente conseguiu seu objetivo... 
Mas enfim, esse é um romance muito bem escrito, instigante e envolvente, adorei cada momento da leitura e me senti ainda com mais vontade de conhecer os romances de Woolf e saber mais sobre sua vida, adorei!
Há também o filme homônimo que tive oportunidade de assistir no meu primeiro ano de faculdade e foi meu primeiro contato com essa história e até mesmo com a figura de Virgínia Woolf, que eu não conhecia até então. A adaptação conta com as incríveis atuações de Nicole KidmanMeryl Streeep e Julianne Moore nos papéis principais e também vale muito a pena e o enredo é bem fiel ao texto original. 

9 comentários:

  1. Andrea, eu só tinha ouvido falar do filme de mesmo nome e muito bem por sinal.
    Não fazia ideia que tinha um livro.
    Amei a premissa e super me interessei em ler.

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Não conhecia nem o livro nem o filme, mas se tem Meryl Streep e Julianne Moore e Nicole Kidman, é certeza de excelente filme, obrigada pela dica!

    ResponderExcluir
  3. Oi Andrea, tudo bem?

    Não conhecia nem o livro e nem o filme, mas fiquei totalmente encantada. A obra parece ter como tema algo bem "polêmico" de certa forma, a figura da mulher e como ela vista e portar-se na sociedade. Acho que ficaria maravilhada com o contexto, pois curto histórias com este estilo, são sempre bem reflexivas. Adorei a resenha!


    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá... confesso que nunca tinha ouvido falar deste livro, mas infelizmente não me interessei pela leitura... eu sou uma chata estranha hahah... mas eu gostei da forma como resenhou o livro e de como as mulheres sofrem preconceito até por serem intelectuais, isso é o cúmulo do absurdo. As mulheres parecem que não foram feitas para pensar e ter a sua vida própria, fala sério. Isso ainda me irrita profundamente. De qualquer forma, acho que é uma ótima dica, para quem curte ler o tema. Xero!

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Nunca antes tinha ouvido falar dessa obra e confesso que não fiquei muito curiosa para ler, não. Achei legal, no entanto, o tema abordado na obra e ele é a cara de uma amiga que deveria ficar feliz com essa dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Nunca tive contato com nada da Virginia Woolf, lembro de quando esse filme foi lançado, me interessei na época mas acho que depois acabei me esquecendo dele. Não sabia que tinha o livro e agora claro que vou querer ler antes de ver... Rs... Essas expectativas colocadas em cima da gente são bem complicadas de lidar.

    ResponderExcluir
  7. Olá, não conhecia o livro, e não me agradou a premissa do mesmo, então eu passo a dica.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  8. Olá! Achei bem bacana o livro mostra o que era esperado das mulheres ao longo dessas épocas. Por que até hoje podemos ver cobranças diferente, em cada cultura se espera algo diferente das mulheres. Que bom que é um romance muito bem escrito, além de envolvente e instigante. Sua resenha além de me apresentar o livro me deixou interessada. Beijos'

    ResponderExcluir
  9. Olá
    Não conhecia o livro e nem a obra e já achei super interessante, vou procurar para conferir.
    Sua resenha está bem explicadinha e breve, gostei bastante
    Beijuh

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger