.22 de novembro de 2016

"As Crônicas das Irmãs Bruxas"

Ô, meu pai! Sim, farei um post sobre uma trilogia, não, não faço a menor ideia se ficará bom, sim, sei que isso é um tiro no pé, não, não estou na TPM. hahahahahaha 
Brincadeiras à parte, passei os últimos quinze dias devorando os três livros que compõem As crônicas das irmãs bruxas e estava com um certo receio porque li o primeiro volume há uns dois anos atrás, mas pelo menos os dois primeiros romances só me instigaram cada vez mais e fizeram adorar a escrita dessa autora. 


Quando decidi ler o primeiro livro estava procurando desesperadamente por uma série ou romance único que falasse de bruxas e o fizesse de maneira interessante e inteligente, por isso, Enfeitiçadas, de fato, me encantou do início ao fim. Aqui, temos uma América do Norte oitocentista, com um leve toque steampunk,  e governada por uma organização religiosa chamada "Fraternidade", esta há mais de cem anos conseguiu destruir as "Filhas de Perséfone", que na história são as bruxas que na época eram tidas como despóticas, no entanto, durante o governo delas, a Nova Inglaterra (nome dado ao país) tinha igualdade de gêneros, as mulheres podiam ser educadas, trabalhar, ter escolhas, independente de serem bruxas ou não, já sob a tutela dos Irmãos, a caça às bruxas foi instaurada, a magia é considerada um crime punível com a morte ou prisão perpétua e as mulheres tornaram-se meros joguetes nas mãos dos homens, é nesse momento que conhecemos Cate Cahill e suas irmãs mais novas, Maura e Tess, todas bruxas. 
Do ponto de vista da primeira, sabemos que estas vivem reclusas em sua casa desde a morte da mãe, pois a mulher tinha muito medo que as filhas fossem condenadas como bruxas, ao longo da narrativa, Cate vai descobrindo seus poderes, um amor pelo filho do livreiro, Finn Belastra, e uma profecia dizendo que antes da virada do século, três irmãs todas bruxas e com magia mental (tipo mais poderoso) serão responsáveis por grandes mudanças, uma trará um grande terror ou o retorno das Filhas de Perséfone ao poder e outra morrerá pelas mãos de uma das irmãs. É claro que as Cahill fazem parte dessa profecia e a maior preocupação de Cate é com quem vai matar quem e se o futuro pode ser modificado. 
Por causa dessas preocupações, a moça decide abandonar seu grande amor e tornar-se uma "irmã", porque a ordem de freiras a "Irmandade" nada mais é do que um abrigo para todas as bruxas da Nova Inglaterra e como sua líder está morrendo e todas acreditam ser Cate a irmã da profecia, elas a querem como líder. A partir daí começamos Amaldiçoadas que como quase todo romance intermediário dentro de uma trilogia, trará um desenvolvimento maior de algumas personagens secundárias e a apresentação dos verdadeiros antagonistas da história, aqui a tensão entre Cate e Maura se torna insuportável e é difícil não torcer para que a segunda seja a irmã a morrer, a menina é intragável! Mas, o que vai destruir a relação entre as duas é um atentado que Maura comete contra Finn e causa grandes danos na vida dele e de Cate, tudo isso porque a primeira descobre que a bruxa mais poderosa dentre as três é, na verdade, a caçula, Tess, evidenciando ainda mais a imaturidade da moça. 
No último volume, Predestinadas, as coisas começam a ficar um pouco destoantes... A narrativa antes bem desenvolvida, mostra-se muito corrida. A autora acrescenta personagens e se esquece de outras que tinham grande relevância no enredo, além de terminar tudo de maneira muito abrupta e um tanto quanto sem graça.... Não quero dizer que não gostei, eu gosto e muito dessa série, porém, faltou um certo epílogo, algo que nos fizesse entender melhor tudo o que ocorreu.  
No todo, As Crônicas das Irmãs Bruxas é uma boa trilogia e diverte bastante, o único grande problema é o final que deixa a desejar, mas nada é perfeito. 

18 comentários:

  1. Sou bem curiosa A cerca desta trilogia, mas não a li ainda. Gostei de ler um pouco sobre as três ao mesmo tempo, me fez entender melhor. S capas são bem bonitas e ainda quero ler.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou do post!
      Espero que possa ler e tirar suas próprias conclusões também!
      As capas brasileiras são bonitas mesmo, mas não dizem muito a respeito da obra.
      Bjss

      Excluir
  2. Aiiiiiiiiii minhaaaaa nossa falou em steampunk eu já coloco na lista aqui! O.O <3
    Já conhecia as capas dos livros, mas não conhecia muito bem a história e em que período ela se passava. Quero ler agora ainda mais, mesmo ao saber que o final da trilogia tem lá seus problemas. Enfim, nem tudo é perfeito... <3

    Beijinhos e até logo! ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Amanda!
      Segura o tchan, que o cenário steampunk é sutil nessa obra, mas ainda assim é bem interessante rsrsrsrs
      Depois me diz o que achou!

      Excluir
  3. Eu li os três livros, e até o segundo, achei uma escrita forte e inteligente, o último, foi um desastre, desnecessário, chato, enfim, depois da trilogia, decidi não ler mais livros com continuação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, não sei o que houve, mas esse último livro foi muito estranho =(

      Excluir
  4. Não tenho nenhum pouco de vontade de ler essa trilogia. Ultimamente ando fugindo de continuações. Quem sabe em outro momento...
    Bela resenha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mylena.
      Olha, se está fugindo de continuações esses livros não são mesmo para você.
      Obrigada pelo elogio! ^^
      Bjss

      Excluir
  5. Olá Leitora, tudo bem?

    Confesso que é a primeira vez que vejo essa trilogia, parecem ser interessantes, é uma pena que o último volume da trilogia não tenha mantido o mesmo nível dos anteriores. Particularmente não pretendo ler a trilogia, pois tenho diversos livros de editoras parceiras para ler, além disso, séries prefiro ler de ficção científica ou histórica. Bjuss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e você?
      Acho que essa trilogia não mesmo o seu estilo de leitura... rsrs
      Bjss

      Excluir
  6. Olá!
    Nunca tinha ouvido falar nessa trilogia, mas fiquei bem curiosa porque adoro histórias com esse tema. Que pena que você ficou sentindo que faltou algo no desfecho, tive uma experiência bem parecida no final de semana e fica uma sensação muito chata, né?
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carolina!
      Eu gosto da história como um todo, mas o último livro foi frustrante =(
      Bjss

      Excluir
  7. Olá, gostei bastante da trilogia e das capas também, só desanimei quando você falou do último livro :/ é muito chato quando parece que esperamos tanto, por nada né? Então acho melhor não me arriscar na leitura. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mercia!
      Infelizmente, o final é frustrante mesmo!
      Bjss

      Excluir
  8. Oie,
    As capas são lindas!
    Não gosto muito de romance, por isso acho que não vou ler os livros, apesar de ter percebido que você gostou bastante mesmo com final que não empolgou. Se fosse uma história que focasse mais em bruxas, deixando os romances um pouco de lado, eu adoraria ler!
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      As capas são bem bonitas mesmo. E os livros falam bastante a respeito das bruxas... Os romances são apenas pano de fundo...

      Excluir
  9. Sempre vejo estas capas e acho lindas. Este ano já achei os livros super baratos na minha cidade. Tanto nas LOjas Americanas, quanto na Livraria Leitura.Então já que parece ser uma boa trilogia, ainda bem os preços ser acessáveis também. Gostei da resenha e sua opinião sobre os três livros.Eu também já fiz isso, pois li a trilogia Legend em uma semana, e não quera falar de cada livro separado, falei em um só post.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, menina, aproveita mesmo!
      Obrigada, sua fofa! É difícil fazer resenhas assim, mas não achei interessante falar de cada em posts diferentes, são livros tão curtinhos!
      Bjss

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger