.21 de agosto de 2016

A Princesinha - Frances Hodgson Burnett


Depois de duas leituras extremamente críticas e intensas, dessa vez,  vamos falar de um livro mais tranquilo, apesar de não menos crítico e reflexivo do que os anteriores, mas seu foco traz uma singeleza e uma certeza de que no final sempre há esperança e uma pureza tão tipicamente infantis que até os momentos mais amargos são delicados. 
Todas essas qualidades encontramos no romance A princesinha, um clássico da literatura infanto-juvenil de língua inglesa que tem como protagonista Sara Crewe, uma menina de sete anos que vive com seu pai e único parente na Índia, mas devido às "condições climáticas" do país este decide mandá-la a um internato em Londres. Por ser filha única, nossa protagonista é muito mimada, porém, não se engane! A pequena não parece em nada com uma criança comum e ao invés de sentir-se superior as outras pessoas por todas as regalias que tem, ela está sempre a procura de conhecimento e de praticar ações que a façam ser merecedora de sua riqueza e prestígio, por causa de sua verdadeira nobreza de caráter e maturidade é carinhosamente apelidada de "a princesinha" pelas meninas que a adoram e, sarcasticamente, pelas que a invejam, incluindo aqui, a própria diretora do internato. 
Os anos passam e Sara se torna a melhor aluna do colégio sempre alvo de elogios, mas por causa de um investimento mal calculado, seu pai acaba por perder toda a fortuna e o desespero o leva a morte, esse fato muda completamente a vida da garota: antes, "adorada" por todos e motivo de orgulho é reduzida a uma mera criada (eufemismo do livro para escrava que era a verdadeira condição da criança) tendo de realizar todo tipo de tarefas extenuantes até para um adulto acostumado ao trabalho árduo.
Mas, apesar de todas as adversidades, Sara, tal como uma Poliana, decide enfrentar a vida de cabeça erguida e sem reclamações, sua imaginação a transporta para longe de suas adversidades e por crer que a nobreza de seu título não está no dinheiro e sim em suas atitudes, ela vai levando a vida, embasbacando todos os adultos que a tratam mal ao devolver-lhes gentileza e sagacidade e travando bonitas e sinceras amizades mesmo com tantas desventuras. 
Preciso ressaltar que por esse livro ser infanto-juvenil, publicado no início do século passado, há muitas passagens e explicações que não possuem muito pragmatismo, no entanto, isso se torna irrelevante, pois a história é muito bem escrita e articulada e é impossível não se admirar com a pequena Sara e querer ser um pouquinho como ela, tão jovem e ainda assim tão sábia!
Então é isso, gente,  mais um livro clássico delicioso e rápido de se ler (li-o em dois dias) que seguramente vai encantá-los tanto quanto a mim. 

24 comentários:

  1. Oi, Andrea, como vai?
    Hahaha recentemente você está lendo todos os clássicos, né?
    Brincadeiras a parte, gosto de clássicos também, mesmo não lendo tanto.
    Achei, pela premissa, bem interessante. Penso em como deve ser a vida da garota que estava acostumada com tanto e teve de se acostumar a ser escrava.
    Podemos tirar essa reflexão para a vida? Mas é claro!
    Abraços!

    -Ricardo, Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ric! Tudo bem e você?
      kkkkkkkk Estou mesmo lendo muitos clássicos porque no ano passado perdi muito tempo lendo histórias que não me agregaram nada!
      Esse livro é mesmo incrível, uma lição de vida! E olha que foi criado para o público infanto-juvenil! Acho que todo mundo deveria lê-lo.
      Bjss

      Excluir
  2. Sempre quis ler este livro, dizem que a leitura dele é maravilhosa,um clássico é um clássico por seus motivos.
    Já vi várias vezes adaptação do livro, espero ler ele em breve.
    A história é bela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Esse livro é mesmo muito bom! Também adoro a adaptação mais recente, mas quero ver a estrelada por Shirley Temple também! =)
      Bjss

      Excluir
  3. Esse livro tem um filme adaptado né? Lembro que já vi uma história parecida na TV. Achei maravilhoso o post, pretendo ler o livro.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tem sim! Na verdade, tem duas adaptações e a que sempre passa na tv é a segunda!
      Obrigada, que bom que gostou! *__*
      Bjss

      Excluir
  4. Olá!
    Lembro que quando era mais nova eu vi um filme muito parecido com essa história, será que é adaptado dela? Enfim, fiquei muito curiosa porque eu gostei muito da menina e de tudo isso que ela é obrigada a passar. Esse livro deveria ser considerado um clássico também.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Com certeza sim! Há duas adaptações cinematográficas dele e também conheci a história através de uma delas!
      =)
      Bjss

      Excluir
  5. Oi, tudo bem?

    Já senti vontade de ler esse livro, porque, em todas as aberturas de O Diário da Princesa, há trechos deste. Parece bem fofinho, diferente e triste (a parte da escravidão). Nunca tinha lido uma resenha sobre ele, acredita? Adorei a sua :) Acho que vou dar uma chance, quando me sobrar money e tempo. Tô pra ler os dois volumes de Pollyana até hoje, acredita? Comprei há mais de um ano e... nada. Agora fiquei animada em lê-los pela menção ^^

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nina! Tudo bem sim e você?
      Olha, como nunca li a série O diário da Princesa, não sabia que tinha passagens de A princesinha. Conheci essa história através do filme e, de fato, é muito delicado mesmo!
      Eu também tenho os dois volumes de Pollyana perdidos em algum lugar da casa, e quero muito lê-los!
      Também não encontrei outras resenhas falando desse livro infelizmente, mas que bom que gostou da minha e espero que possa ler os três livros em breve!!
      Bjss

      Excluir
  6. Que bom que mesmo com todos os mimos que ela recebeu não tornou-se uma criança pedante. Uma pena mesmo é saber de todos os problemas que ela enfrentou. Precisa de muita força para isso, mesmo sendo adulto, imagine então sendo criança. Parece um livro muito bom, por isso vou anotar sua dica.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, a todo momento o narrador vai deixar isso bem claro: Sara é uma criança diferente de todas as outras e cheia de virtudes.
      =)
      Bjss

      Excluir
  7. Me interessei pelo livro, assim como a Nina falou, nos livros do diário da princesa tem frases deste. Parece ser um livro bem bonito, apesar de triste.
    Adorei a resenha. Parabéns :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Letícia!
      Obrigada!! Que bom que gostou!! =)
      O livro tem momentos bem tristes mesmo, mas tudo se encaminha para momentos maravilhosos.

      *___*

      Excluir
  8. Olá! Cheguei até aqui através do facebook! Que bom encontrar uma resenha linda dessas! Parabéns, Andrea!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Yohana!
      Bem-vinda!
      Que bom que gostou da resenha! Muito obrigada pelo incentivo!
      Bjss
      *___*

      Excluir
  9. nossa, eu aaaaamo o filme A princesinha, é um dos meus infantis favoritos, e também um dos mais profundos e tristes. Eu não li o livro ainda, mas quero muito, acho que será uma leitura gratificante.
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Esse filme é mesmo muito bom e o livro é ainda melhor! Tenho certeza de que vai gostar!
      Bjss

      Excluir
  10. Olá, tudo bem?

    Poxa, ainda não li e nem vi o filme, mas tenho muita vontade, pois só ouço elogios para ambos. E lendo sua resenha fiquei com vontade conhecer esta história, assim que ver o livro por aí, vou adquiri. Adorei a dica.

    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana, tudo bem sim e você?
      Olha, faz muito bem porque é uma história maravilhosa, uma lição de vida!
      Que bom que gostou da dica!
      Bjss

      Excluir
  11. Olá!
    ahhh eu já assisti ao filme, e que filme lindo. Um dos favoritos da minha infância, junto com O Jardim Secreto. Eu imaginava que tivesse livro, mas essa é a primeira vez que vejo alguem falar sobre ele.
    Adorei a resenha.

    Beijos
    https://aventurandosenoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro esses dois filmes! E O jardim secreto também tem livro e a Frances Hodgson é a autora dele também!
      Que bom que gostou! Obrigada!! *___*
      Bjss

      Excluir
  12. Olá, acredita que nunca assisti o filme? Adorei a sinopse e a resenha apesar de ser infanto-juvenil não ser muito minha praia me interessei um pouco.
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, moça!
      É uma história muito linda, vale muito a pena mesmo sendo infanto-juvenil.
      Bjss

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger