.6 de julho de 2016

#PARCERIA: Sasha, o fenômeno - Ariel Ganassim

Olá, pessoal! Nessa postagem, falaremos a respeito de uma distopia nacional muito bem escrita e instigante lida em parceria com o autor. 


Sinopse: Havia quem considerasse Sasha Simmel um messias demoníaco, vindo no fim dos tempos. Outros preferiam tomá-lo por uma espécie de anjo misterioso. Alguns acreditavam que se tratava apenas de mais um terrorista, transmitindo um vírus de computador para pessoas. Mas o que se sabe é que o fenômeno teve início. Zoe Ebner conta a história toda, desde o instante que ingressou nas cidades de vidro como uma atriz pornô e conheceu Sasha, até o seu fim enigmático.

Em um mundo no qual a ciência conseguiu comprovar vida extraterrestre, todas as concepções sociais e tecnológicas sofrem alterações e em consequência disso surge uma nova religião/ordem política denominada "teotecnicismo", nela, resgatou-se a figura dos deuses greco-romanos na forma dos líderes dessa sociedade dando-lhes os "poderes" dos deuses utilizando para tal a tecnologia que invade a privacidade das pessoas comuns e estas, por incrível que pareça ou não, gostam muito disso e têm a exposição como ponto alto de suas vidas. 
Nessa realidade, existem as cidades de pedra (retratos das nossas) e as de vidro, nas quais apenas as pessoas mais ricas, importantes e crentes na nova ordem podem morar. Esse ambiente é tido como perfeito para os praticantes do teotecnicismo que abominam a privacidade. 
Sabemos dessas informações através de nossa narradora-protagonista, Zoe. O sonho da jovem é morar em uma cidade de vidro e para realizá-lo ela se prostitui e torna-se uma famosa atriz pornô, no entanto, em um meio no qual todos podem ver a intimidade de todos em tempo real, ser prostituta ou atriz pornô não é nada repreensível, na verdade, é até bem visto. 
Ao conquistar seu objetivo, Zoe conhece Sasha, um rapaz interessante e misterioso, filho de um grande geneticista. Os dois começam uma bela amizade que logo torna-se um relacionamento amoroso, mas, desde o começo, nossa protagonista tem sonhos estranhos envolvendo o rapaz... 
Pouco tempo depois, Sasha descobre ser fruto de uma experiência bem-sucedida de clonagem humana e após essa descoberta, os extremistas católicos (sim, com a volta do politeísmo/antropocentrismo/seres humanos podem ser deuses, todas  as religiões monoteístas se tornaram terroristas, nesse caso, por narrativa passar-se no Ocidente, o foco está nos católicos, mas é dito no livro que os muçulmanos ainda existem e os judeus também.) e os líderes do teotecnicismo tentam capturar o casal porque toda a população mundial passou a ter sonhos "proféticos" tendo Sasha como personagem principal, além de um aparente "milagre" ser creditado à conta dele... 
Sendo procurados por todos os lados e sem saber em quem confiar, Sasha e Zoe precisam fugir para tentar reunir pistas para montar este estranho quebra-cabeças que se tornou suas vidas. Mas, como se esconder em uma sociedade na qual todos os lugares possuem câmeras e todos têm acesso a suas informações pessoais? Você precisará ler para descobrir! 
Essa narrativa traz uma série de explanações e metáforas a respeito do papel das religiões na sociedade e da própria origem das crenças que impulsionam os seres humanos, sem falar na intertextualidade com vários clássicos do gênero, tais como: a falta de privacidade (1984), a banalização do sexo, tecnologia e a divisão social (Admirável Mundo Novo) entre outros fatores que me fizeram relembrar os contos de Isaac Asimov, mas, vejam, minha gente, estamos falando de intertextualidade, diálogos entre textos, isso não é cópia. 
Sasha, o fenômeno conseguiu preservar sua singularidade dentro de um gênero tão explorado na atualidade, usando de maneira inteligente e arguta as várias inspirações que as narrativas clássicas distópicas e de ficção científica têm a nos oferecer. Esta foi uma leitura breve e muito boa, salvo a revisão que cometeu diversos erros ortográficos, mas nada que nos impeça de compreender a história. Com certeza, entretenimento de qualidade aliado a vários momentos perspicazes, esse livro merece, de fato, tornar-se um fenômeno! 

Links Importantes: 


PS: Quero agradecer ao Ricardo do blog Lapso de Leitura pela incrível resenha que fez com que me interessa-se pelo livro e ao Ariel que me ofereceu essa parceria! Obrigada, meninos! *___*

22 comentários:

  1. uau, fiquei super impressionada com a obra... amo distopias e se esse livro faz referências a obras tão clássicas do gênero, sem soar como uma cópia clichê, já fiquei animada...
    gosto de tramas que tratem de religião, acredito que é uma leitura única...
    anotei a sugestão aqui... bjs ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adoro distopias! Espero que você ler a obra eque goste dela tanto quanto eu!!
      Obrigada! =)

      Excluir
  2. Oiii, como vai?
    Nossa fiquei completamente louca lendo sua resenha, como assim? Eu gosto muito desse tema trabalhado na obra, com religiões e especulações que nos fazem pensar e sendo até em alguns momentos clássicos. Pretendo ler, indicarei para alguns amigos também.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Espero que você goste da leitura então! É um livro fininho, mas muito interessante!
      Bjss e obrigada!

      Excluir
  3. Que maravilha! Mais uma distopia nacional!
    E achei o enredo muito interessante. Acredito que seja uma ótima leitura.
    Livros como este todos deveriam ler.

    Beijinhos...
    http://estantedalullys.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com você!
      Espero que possa lê-lo também!
      Bjss

      Excluir
  4. Oi Andrea, como vai??
    Fico muito honrado por poder ter te apresentado a esse livro e que o próprio autor veio conversar contigo. Fico ainda mais feliz que você tenha gostado de Sasha, o Fenômeno.
    Adorei sua resenha, principalmente no momento em que você cita as intertextualidades entre as obras clássicas. Tá de parabéns!
    Beijos!

    -Ricardo, Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ricardo! Tudo bem e você?
      Ah, obrigada!! Adorei mesmo a leitura!!
      Espero que a gente tenha mais dicas para trocar em breve!
      *___*
      Bjss

      Excluir
  5. Andrea, a história parece ser legal, mas pra quem gosta de distopia, o que não é o meu caso.
    Acho que só por ser distopia mesmo é que não conseguiu me chamar atenção.
    Gostei muito da resenha.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Deborah! É um livro muito bom mesmo, pena você não gostar do gênero! =(
      Obrigada pelo comentário!

      Excluir
  6. Adoro distopias e essa com certeza chamou minha atenção, algo novo e criativo que eu não tinha visto ainda, estou ansiosa para fazer a leitura, e ainda mais sendo nacional, me dá mais curiosidade ainda, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se gosta do gênero, você vai adorar mesmo esse livro! Narrativa muito bem construída. Espero que possa lê-lo logo. =)
      Bjss

      Excluir
  7. Olá!

    Me parece uma estória bem diferente e interessante. É meio difícil imaginar a tecnologia levando a tudo isso, mas em livros pode-se tudo não é mesmo? Ate gostei desse universo distopico, já que adoro distopias, mas não sei se leria o livro .

    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Pamella!
      Já que gosta de distopias dê uma chance a Sasha, você vai se surpreender. =)

      Excluir
  8. Não conhecia o livro e é ótimo ver mais um autor nacional com um enredo bem interessante em mãos. Distopia é um gênero que eu curto muito, e sem dúvida vou querer dar uma olhada neste.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, Rosa! Esse livro é muito bom! Espero que possa lê-lo! =)
      Bjs

      Excluir
  9. Olá, tudo bem?

    Eu simplesmente amei a premissa do livro, pois gosto de ficção cientifica/ distopias. E com extraterrestre chamou mais ainda minha atenção. Gostei muito, com certeza vai para minha lista enorme de desejados. haha

    beijos.

    http://chalecult.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Tudo bem sim e você? Eu também adorei!! Espero que possa lê-lo porque se gosta de distopias vai ficar encantada pela história! =)
      Bjss

      Excluir
  10. Sabe que eu não conheço nenhuma distopia nacional? Ou isso ou me deu um branco geral ashuashuah. Mas então, eu amo Sci-fi, amo distopia, então nem preciso dizer que fiquei super curiosa em relação a esse livro. Com toda essa questão acerca da religião e essa exposição da vida alheia, deve render muita crítica, hein? Espero estar certa!
    Fiquei ainda mais animada por conta da intertextualidade; citou Orwell, tem minha atenção hihi
    Se conhecer outras distopias nacionais, por favor, me indique... é até uma vergonha não ter lido nenhuma :x
    Beijinhos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gabs!
      Sabia que você ia gostar desse livro! kkkkkkkkk Quando ler, vai adorar! No momento, posso indicar o livro O Android de Paulo de Castro, não li ainda, mas a Tatiana Feltrin falou muito bem a respeito e eu confio no gosto dela. ^^
      Bjss

      Excluir
  11. Wow! Esse livro me parece incrível!
    Eu amo distopias, mas nunca tinha lido nenhuma ligada a religião. Essa me parece uma obra bem colocada que com certeza instiga o leitor a não largá-la. O ponto que mais me ganhou foi o fato de ser nacional. Eu simplesmente a-m-o nacionais, e fico super feliz em ver autores brasileiros ganhando espaço nas estantes das pessoas.
    Já adicionei na lista de leitura.

    Beijinhos da Mady.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rayssa!
      Esse livro é muito bom mesmo! Adorei a história, espero que possa lê-la também e tirar suas próprias conclusões! =)
      Bjss

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger