.3 de junho de 2016

Respondendo a Tag "Empoderamento Literário"



Olá, pessoal! Eu juro que não é proposital, mas agora parece que todo primeiro post do mês é uma nova tag! kkkkkkk 
Descobri que adoro respondê-las e acho muito interessante essa interação diferenciada com livros, autores e pessoas! Então, neste mês trago uma com um contexto deveras importante e até mesmo polêmico (dadas todas as ocorrências referentes ao empoderamento feminino, posição da mulher na sociedade, violência contra a mulher e feminismo) que é justamente o destaque à produção literária feminina, porque sim, ela existe! E, ao contrário do que muitas pessoas pensam, mulheres não escrevem apenas novelas passionais, nós também somos capazes de falar a respeito de qualquer coisa, como qualquer pessoa independente da idade e posição social, ressalto isso porque também vejo muito preconceito com pessoas jovens escrevendo livros... Lastimável, sociedade, lastimável... 
Enfim, eu, dessa vez, não fui marcada por ninguém, é que sou metida mesmo e ao ver essa tag no blog Meu Mundinho Fictício, achei super legal e decidi respondê-la, lembrando que quem criou essa tag foi a Aline do blog Livros y Viagens, se quiserem conferir as respostas dessa galera, fiquem a vontade! Devidos créditos dados, vamos às respostas: 

1 - Sororidade: União e aliança entre mulheres, baseada na empatia e companheirismo, em busca de alcançar objetivos em comum. Um livro com duas personagens femininas que são muito companheiras.


No ano passado eu li um livro maravilhoso chamado Jardim de inverno e nele nós vemos a união de duas irmãs completamente diferentes para ajudar a melhorar seu relacionamento com a mãe e descobrir o passado dessa mulher tão enigmática e importante na vida delas. Ao longo da leitura, acompanhamos tanto o presente das irmãs, quanto o passado da mãe, na Rússia, durante a Segunda Guerra Mundial. Excelente livro que mostra a união, não apenas de duas, mas de quatro mulheres fortes que passaram por muitos problemas e impasses. 


2 - Empoderamento: Processo de aquisição de ferramentas para combater nossas opressões. É quando nos tornamos mais fortes para desconstruir os papéis que nos impõem e para lutar por equidade. Personagem emponderada em um romance de época.


Existe mulher mais empoderada do que Aurélia do livro Senhora de José de Alencar, minha gente? A moça foi abandonada pelo noivo por ser pobre e depois volta à corte rica, bonita, inteligente e cheia de lições para dar! História super interessante e que vale muito a pena principalmente para aqueles que não suportam o Alencar indianista ou regionalista. Esse romance urbano vai conquistar vocês! 




3 - Machismo: Tipo de opressão que a sociedade patriarcal produz contra mulheres. Ele se expressa de diversas formas, das mais evidentes até as mais sutis. Cite um livro com personagens machistas.


A título de exemplo, direi Cinquenta Tons de Cinza, mas todos os livros eróticos atuais que li, ao meu ver, são extremamente machistas e não mostram o desejo da mulher coisa nenhuma! Pra mim, esses títulos servem apenas para reiterar que a mulher deve ser submissa, não deve trabalhar, ter opinião própria, ou ser independente, Sério, fuja desse tipo de leitura! É claro que devem existir livros eróticos que não sejam assim, mas até agora, só li  porcarias


4 - Slutshaming: Quando julgamos uma mulher por ter comportamentos “de vadia”, o que quer que isso signifique. Basicamente, é quando se ojeriza uma mulher por dispor de sua sexualidade e de seu corpo livremente. Cite um livro que você julgou pela capa antes de conhecer a história.


O livro Estudos sobre Veneno, com certeza, foi um que me impressionou muito, e positivamente! Pela capa e pelo título, fiquei com o pé atrás e não achei que gostaria da história incrível de Yelena Zaltana, uma das personagens femininas mais empoderadas da fantasia atual! Amo essa história e fiquei muito decepcionada porque a Editora Harlequim não publicou o último livro... 

5 - Misoginia: Está relacionada a discriminação e violência contra as mulheres (cis ou trans), porém pessoas que não são mulheres, mas que foram designadas como mulheres ao nascerem (e que, pela leitura social cisnormativa, são lidas como mulheres) também podem sofrer com a misoginia. Um livro que aborde a violência contra a mulher.



Um livro que ainda não li, mas que assisti e li diversas resenhas positivas a respeito e que pretendo ler o mais breve possível ( no caso, mais breve possível significa ano que vem porque minha TBR está lotada) é A cor Púrpura e pelo que entendi, ele conta a trajetória de uma mulher jovem e negra e mostra todas as adversidades que esta sofre por ter essas condições. Uma história que me pareceu densa e muito crítica. 


6 - Culpabilização: Ser mulher em uma sociedade machista é sentir culpa por tudo: por não querer transar, por não estar arrumada, por ter sido estuprada, por estar em um relacionamento abusivo. A culpabilização é o processo de ser culpada por todas essas coisas (e por muitas outras). Um livro com um relacionamento abusivo.


Mais um livro que ainda não li, e lerei este ano! Tess of the D'Urbervilles, ou, em português, Tess, narra a história da personagem homônima que após ser estuprada ainda é perturbada ao londo dos anos por seu algoz... A personagem principal de 50 tons de cinza, acha esse livro uma bela história de amor... 

7 - Girl Power: Poder Feminino. Cite autoras que são ótimas profissionais e criaram protagonistas incríveis.


Marion Zimmer Bradley e o seu sagrado feminino, J.K. Rowling e suas personagens inteligentes e audaciosas, Raquel de Queiroz e as mulheres que comandam os homens e lutam por seus interesses, Lygia Fagundes Telles e suas mulheres enigmáticas e cheias de desejos e reflexões, Juliet Marillier e o seu também sagrado feminino... Enfim, essas são as minhas autoras favoritas, e as suas quais são? Não vou marcar pessoas específicas, mas tenho quase certeza de que minha amiga Isa, do blog Nuvem de Novembro, vai respondê-la... *___*


E Lembrem-se: quem quiser responder, por favor, dê os devidos créditos à Aline do Livros y Viagens que foi quem criou a tag!






18 comentários:

  1. Muito legal essa tag, gostei bastante das ideias de relacionar os termos com os livros. Tá de parabéns kkkk

    Abraços!

    - Ricardo, Lapso de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também achei muito lega!! Se puder, façam lá no Lapso!! *___*

      Excluir
  2. Ameeeeeeeei a Tag e as suas escolhas para respondê-la!!! Alguns livros ainda não conhecia, mas todos já foram devidamente anotados para leitura!! Parabéns!!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!! Participa da tag também!! *____*

      Excluir
  3. Não conhecia a tag, e dos livros citados li Jardim de Inverno que é lindo e me fez chorar horrores.
    Também li 50 Tons, mas não acho que o problema ali seja apenas machismo.
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Jardim de Inverno é um livro que marca muito! Também concordo que em 50 tons o problema não é apenas machismo, mas se colocasse o mesmo livro em quase todas as categorias, ficaria muito chato. kkkkkkk
      Bjss

      Excluir
  4. Oiii, tudo bem?
    Menina eu amei essa tag, infelizmente não li nenhuma das obras que tu citaste, o único que realmente tenho vontade de ler é Jardim de Inverno <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Morgana!
      Sério, leia esse livro, leia todos, ou melhor, quase todos... kkkkkkkk
      E responde a tag! Tô curiosa para ver suas respostas! ^^
      Bjss

      Excluir
  5. adorei a TAG sobre 50 tons, concordo plenamente com vc, ô gênerozinho de bosta, viu??? reli A cor púrpura recentemente, é uma leitura incrível e dolorosamente triste...
    Ah, Marion Zimmer é minha queridinha <3
    Fiquei curiosa com Tess, e que asco maior saber que a personagem de 50 tons acha isso um romance >.< affs
    vou procurar saber mais sobre ele...
    bjs...

    p.s: Jardim de Inverno é lindo, chorei tanto com esse livro TT_TT

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. e sobre*
      comi a letra sem querer xD

      Excluir
    2. Oi, Valéria! Olha, quero muito ler A cor púrpura! Vou procurar a resenha no teu blog!
      Tess é muito bom. Tem série da BBC caso queira ter um panorama da história. Quanto a 50 tons... Aff... Acredita que ouvi uma menina dizer que esse livro era uma libertação para as mulheres? oO
      E Jardim de inverno é maravilhoso, tô ficando com vontade de reler!! *___*
      Bjss

      Excluir
  6. Andrea, já tinha visto a TAG por aí.
    Adorei ela!
    Concordo muito com 50 tons e as autoras que você citou. ^^

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê! Se puder, responde também!! ^^
      Bjss

      Excluir
  7. Que show está tag, está de parabéns pelas suas respostas. Dos livros citados, só li o Jardim de Inverno, mas como sempre, é claro, já ouvi falar muito de 50 Tons de Cinza. E compartilho inteiramente da sua opinião.

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Vinicius!! Espero que tenha respondido também! Essa tag é muito legal. =D

      Excluir
  8. oi, tudo bem?
    que bom que você gostou da tag, e acho importante falarmos desses temas também, porque a violência contra mulher está aí, o tempo todo!
    Adorei suas escolhas, e realmente, 50 tons é um livro machista. Não li Jardim de inverno, mas uma amiga recomenda demais
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei!! Muito maravilhosa essa tag!!
      Se puder, leia Jardim de Inverno, vai te emocionar muito!
      Bjss

      Excluir
  9. A D O R E I essa TAG porque percebemos situações que estão embutidas e que estamos tão acostumadas na nossa realidade que não percebemos. Dos citados só li 50 tons! Minhas autoras favoritas e que ajudam no empoderamento com certeza é a J.K. Rowling e Diana Gabaldon de Outlander, beijos
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger