.30 de abril de 2016

#PARCERIA: Segundo a Lei da Arma - José Casado Alberto

Oi, gente! Hoje, vamos falar de um livro super legal que eu li em parceria com a Chiado Editora!



"O Corvo sobrevoava o deserto do Novo México. Atraído pelo chamamento do sangue, chegou a uma solitária montanha pintada em tons alaranjados. Abaixo, três figuras: um fora da lei, um ranger e um caçador de recompensas - três representantes do melhor e do pior que a espécie humana tem para oferecer - dançavam uma dança tão antiga como a própria existência: a dança da morte."


José Casado Alberto me fez conhecer e gostar de um gênero que pra mim era igual caviar... Sabia que existia, mas nunca tivera interesse nele: as histórias de faroeste! 
Nesse livro, teremos como foco  a história de três personagens principais: Texas Red, Olhos Azuis e o Forasteiro Negro. Essas personagens tão distintas se unem porque os dois últimos querem a cabeça de Red por motivos diferentes, o que pode ocasionar em um grande duelo no bom e velho estilo do oeste... 
Texas Red é um mestiço, meio branco, meio navajo (etnia indígena que vive entre o território do México até o Arizona), vítima da chamada "Grande Caminhada", evento ocorrido em 1863 no qual os colonizadores fizeram com o que todos os navajos caminhassem até uma reserva determinada, isolando-os e expondo-os a vários problemas e desgraças. John Redding cresceu com um grande ódio pelo homem branco e por causa de todas as adversidades e também, por querer, torna-se um dos maiores bandidos da região do Novo México e arredores. 
Por causa dessa fama, ele acaba ganhando muitos inimigos e o primeiro que conhecemos é o ranger (espécie de policial) chamado de "Olhos Azuis". O homem é extremamente calado e obstinado, apesar de ser um "homem da lei" não hesita em matar caso isso o ajude a alcançar seus objetivos, mas sabe ser gentil com aqueles que o ajudam. 
Logo depois dessa personagem, somos apresentados ao Forasteiro Negro, homem muito refinado por fora, um verdadeiro "gentleman" quando ao lado de pessoas ricas, no entanto ele se transforma num verdadeiro animal selvagem e torturador da pior espécie quando próximo de pessoas que ele considera inferior a si. Mas, tal como Olhos Azuis e o próprio Red, também tem seus princípios e nunca quebra suas promessas. 
Essas três personagens evidenciam a natureza humana e podemos até mesmo tê-las como metonímias de nós mesmos. Eles enfrentam as adversidades como podem, tem sede de vingança e ao mesmo tempo, conseguem ajudar outras pessoas e se compadecer delas... 
Gostei bastante da história, adorei a narração do autor que é ágil e muito envolvente. Você não consegue parar de ler! A cada página, a cada novo capítulo, você quer saber qual será o desfecho logo! Como li, junto a esta, uma obra que achei bem chata... Segundo a lei da arma se tornou o meu bálsamo, meu aconchego e fiquei muito feliz por ter me surpreendido positivamente com essa leitura. Mas, como nada é perfeito, minha edição tem alguns probleminhas gramaticais que poderiam ser resolvidos com uma segunda revisão. Além disso o autor é português, logo, há uma série de palavras e expressões que ele usa e não são comuns em nosso vocabulário, mas nada que um dicionário ou o próprio google não ajudem a resolver.
Como dito no início desse post, nunca tinha lido nada dentro desse gênero e peguei o livro com um certo receio de acabar não gostando, entretanto, adorei e a recomendo muito para todos os que gostam de duelos com armas, aventuras e perseguições, tudo, é claro, tendo como plano de fundo as paisagens do oeste norte-americano...

Agora, alguns links importantes: 




12 comentários:

  1. Olá Andrea, tudo bem?

    Esse é um livro que parece ser bem legal, fico contente que tenha gostado da obra, a capa ficou muito bonita e o livro parece ser bem interessante. Achei curioso o nome dos três personagens, mas de fato faz parte do cenário, do velho oeste. A única coisa que me incomoda é o português de Portugal, eu li Área-51, que é de autor português e tive um pouco de dificuldade no início.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiê! Obrigada pelo comentário!
      Essa história é incrível, vale muito a pena mesmo! O português lusitano é um pouco difícil no começo, mas com o tempo você acaba pegando o ritmo... Espero que possa ler essa obra!
      Beijos!!

      Excluir
  2. eu amo Western, e adoro os titulos da Chiado, então é certeza de adicionar em minha lista de futuras leituras, né??? :D
    A capa dele é linda, e o enredo dele me atraiu...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você vai devorar esse livro super rápido então!! =D

      Bjss

      Excluir
  3. Ooie
    Já conhecia este livro do catalogo da Chiado. O gênero não é um que eu gosto, por isso não me atraiu muito.
    mas fico feliz por você ter gostado!

    Beijoos
    http://estantemineira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Olha eu também nunca lera nada nesse estilo, mas gostei. Se puder dar uma chance talvez você goste também! =D
      Beijão!

      Excluir
  4. oi, tudo bem?
    eu não gosto de faroeste. Minha experiência é com filmes, mas já foi o suficiente para perceber que livros do gênero não me interessam. Mas fico feliz que você gostou e se prendeu tanto a história. É ótimo quando uma leitura flui assim, e lemos sem parar
    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Uma pena não gostar desse gênero, mas para mim foi mesmo uma boa leitura! *__*

      Excluir
  5. Andrea, achei a capa bem bonita, mas infelizmente o enredo não me atraiu muito.
    Não faz meu estilo de leitura, mas vou indicar para meu namorado, acho que ele vai gostar.

    Lisossomos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também acho essa capa muito legal e bem chamativa! kkkkkk Espero que ele goste! ^^

      Excluir
  6. Olá, adoro a editora, ela sempre lança ótimos títulos bem diversificados. Já ouvi algumas coisas a respeito dessa obra, a maioria bem agradáveis que faz com que o leitor tenha interesse em lê-la. A capa também atrai bastante. Adorei a dica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é verdade! A Chiado tem títulos muito bons e incentiva muito a produção literária em língua portuguesa. Espero que leia o livro! Bjss

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger