.12 de março de 2016

#PARCERIA: O aprendiz do Arquimago - Michael A. Iora


Olá, pessoal! Esta será a primeira resenha que farei em parceria com a Chiado Editora, uma das que mais tem investido em autores nacionais, além de incentivar e muito a literatura lusófona. Tendo explicado isso, vamos à resenha! =D 

"O pior inimigo é aquele que surge da forma mais inusitada, ou sob o disfarce mais ardiloso." 

Em O aprendiz do Arquimago, somos transportados para a terra de Herannon, lar de várias criaturas fantásticas além dos já conhecidos seres humanos. Acompanharemos ao longo de toda a narrativa, as aventuras de Aglarion, um jovem do povo élfico que decide tornar-se um mago, no entanto, por ser parte da realeza, a mãe do menino decide que ele deve ter um tutor, ao invés de ir a uma escola comum, e esse tutor não é ninguém menos do que o maior e mais poderoso arquimago desse mundo: Kyehntw'arthal
Sim, o nome é "invocado", mas Aglarion e a outra discípula do arquimago, Vedriny, o chamam de mestre Kyehn e, acreditem, o nome dele é o menor dos problemas... 
O arquimago é um mestiço: meio elfo, meio humano, misterioso, arrogante, despótico e desagradável, parece ter como único objetivo, por um motivo que não sabemos, fazer com que o pobre Aglarion desista de tornar-se mago, custe o que custar... Sério, ele transforma a vida do menino em um pesadelo constante! 
Mas, além do treinamento das crianças, o livro também nos narra uma possível rebelião que está acontecendo entre os bruxos que, nesse mundo, são praticantes de magia negra. Eles pretendem instaurar o caos e aumentar seu poder, e para consegui-lo têm de destruir Kyehn, logo, os aprendizes também enfrentarão várias situações de risco. 
A escrita do livro é ágil e muito bem construída. O autor explica muito bem a respeito das criaturas de Herannon, além das diferenças entre povos e as várias classes dos praticantes de magia, algo que enriqueceu muito a narrativa. Uma coisa, entretanto, me incomodou um pouco... A todo momento, Kyehn ameaça o jovem elfo com as mesmas exatas palavras e isso ficou muito maçante, pois estas eram recorrentes e muito desnecessárias. Afora esse pequeno detalhe, a leitura desse livro rendeu muitas horas gastas com entretenimento de qualidade e, apesar de ser um chato, as falas do arquimago nos proporcionam momentos muito engraçados e cheios de humor ácido. Aguardarei ansiosamente pela continuação dessa saga que promete ser incrível! 
Agradeço muitíssimo a Chiado Editora por essa parceria! Se você quiser saber mais sobre a editora, o autor e sua obra, os links estarão no final dessa postagem. Um beijão pro'cês e até a próxima! 


2 comentários:

  1. Amo livros assim, com magia, aventura. Parabéns pela resenha! Esse livro irá para a minha lista de leitura, e o bom é que é nacional, hehe
    Bjos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa história é muito legal!! Fazia tempo que não lia um livro de fantasia tão bom!! =D

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger