.15 de janeiro de 2016

O Homem Bicentenário - Isaac Asimov

Quando falamos em ficção científica, com certeza, o nome de Isaac Asimov encabeça todas as listas. Nesse livro, o autor, de forma bem humorada, nos apresenta dez histórias com a temática Robôs e nos explica um pouco a respeito do processo de criação de cada uma delas, bem como sua aceitação pelo público. No início, ele faz uma reflexão bem engraçada de como as pessoas pensavam que o mesmo devia estar morto porque era impossível um autor vivo ter escrito tantos livros durante tanto tempo! Ele leva isso numa boa e ao longo dessa leitura evidencia seu bom humor, simplicidade e certeza de quem faz bem aquilo que gosta! 



Os contos, novelas e o poema único reunidos nesse volume, são: Na Aurora da Vida (poema), Intuição Feminina, no qual ele mostra de maneira muito sagaz o quão inteligentes nós mulheres somos e que isso nada tem a ver com intuição. O Estrondo da Água, que fala a respeito de colonizações do Oceano. Para que vos ocupeis dele, conto que mostra o medo exacerbado que a humanidade tem dos robôs e como isso pode ser fatal para todos, menos para as máquinas... (esse foi um dos melhores contos dessa coletânea). Estranho no Paraíso, mostra como a sociedade futurista aboliu as relações familiares mostrando que irmãos de mesmo pai e mesma mãe são verdadeiras aberrações, bem como a criação de um computador que possibilita a viagem de um robô com o cérebro de um altista à Mercúrio. A vida e os Tempos da Multivac traz o possível avanço do computador do conto anterior que agora domina todo o mundo, a raça humana vive a sua mercê e está tentando de tudo para reconquistar sua liberdade. Em Genocídio Seletivo, outro conto que gostei muito mesmo, o autor explora o contexto da fome no mundo e a forma egoísta como os governantes decidem erradicá-la, eles só não contavam com o senso de justiça de outros seres humanos também no poder... 
E finalmente, chegamos a novela título deste livro: O Homem Bicentenário, na qual acompanharemos a luta do robô Andrew que almeja tornar-se um homem. Impossível ler essa história e não lembrarmo-nos de Pinóquio, o boneco que queria ser um menino de verdade. Excelente narrativa, minha favorita dentre todas, com certeza! 
A obra ainda traz outros três contos: O Hino, O Incidente Tricentenário e Nascimento de uma Noção. Ótimo livro para qualquer fã de ficção científica, porém confesso que fiquei um tanto confusa por causa de várias informações contidas em outras séries do autor que ainda não li, e estavam ali de forma totalmente natural, parte do contexto, mas não é nada extraordinário que atrapalhe seu entendimento de cada história isoladamente. Estou louca para ler tudo o que esse brilhante autor escreveu que não é pouca coisa! 

2 comentários:

  1. Isaac Asimov está na minha lista de leitura deste ano e eu definitivamente vou lê-lo! Lembro que uns quatro anos atrás eu li alguns contos dele reunidos na coletânea Visões de Robô que eu gostei muito e recomendo (mas acho que eu terminei o livro haha). Fiquei curiosa para ler O Homem Bicentenário tbm *_*

    Bjos!!

    Mundo Silencioso|www.mundosilenciosoblog.com.br
    @BlogMSilencioso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito bom!! Agora, pretendo ler a série Fundação e depois o céu é o limite! kkkkkkkk Obrigada pelo comentário! Bjss

      Excluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger