.12 de novembro de 2015

O senhor dos Ladrões - Cornelia Funke

E como prometido, falaremos nesse mês de livros infanto-juvenis e este eu nem sabia que tinha um livro! Assisti ao filme quando tinha entre 11 e 12 anos e simplesmente adorei! Já não me lembrava de vários elementos da história e após a leitura senti um vácuo muito grande com relação ao enredo da adaptação, mas quem sabe nessas férias eu consiga vê-lo de novo! 



Em uma Veneza encantadora com todas as suas gárgulas, gôndolas e demais atrações turísticas, um grupo de crianças sobrevive sozinho graças à ajuda do auto-intitulado "Senhor dos Ladrões". Nenhuma delas sabe quem realmente esse menino é, ou se ele é realmente um ladrão, a única coisa que elas sabem é que têm um teto sob suas cabeças, comida e nenhuma ameaça de voltar ao orfanato. 
É com esses meninos que estão escondidos os irmãos Próspero e Bonifácio, ambos fugiram das garras de uma tia extremamente controladora que pretendia separá-los para fica com Bo ( o menor com a aparência de um "anjinho"), visto que estes acabaram de ficar órfãos, no entanto a mãe deles contava-lhes histórias sobre Veneza e sobre como ela é mágica... E lá foram os dois desbravar o mundo! 
Ao mesmo tempo que conhecemos a vida dessas crianças, somos apresentados ao detetive Victor Getz, um americano que vive na cidade resolvendo pequenos casos de bolsas e máquinas fotográficas furtadas e é contratado pela tia de Prop e Bo para encontrá-los. O mais engraçado é que Victor não quer levar as crianças até a tia, ele é um homem com alma de criança e sente que essa mulher só fará mal aos irmãos. 
O verdadeiro clímax do livro surge com um suposto trabalho para O senhor dos Ladrões: ele deve roubar uma asa de madeira que pertence a um carrossel que com o tempo eles descobrem ser supostamente mágico, transformando as crianças que andam nele em adultos e os adultos em crianças. Dessa forma, vocês já perceberam que esse livro vai nos mostrar a constante luta entre a inocência e liberdade infantil versus a arrogância e descrença adulta. Todas as personagens, sejam elas as crianças ou os adultos, tiveram problemas com seus pais ou com a falta deles, resultando assim no desejo de serem autônomos e consequentemente de crescerem para conquistar a verdadeira independência. 
Não posso dizer mais nada a respeito porque senão darei spoilers, o que posso dizer é que esse livro é de uma escrita simples, ágil e vale muito a pena ser lido! Quanto ao filme, como disse antes, não me lembro de nada dele! Mas pretendo assisti-lo de novo! 

Beijos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger