.14 de agosto de 2015

Bridget Jones - A trilogia - Helen Fielding

Ainda nessa pegadas de livros que falam sobre relacionamentos de mulheres adultas, que tal ler uma trilogia muito divertida, baseada em personagens da Jane Austen? Mas, deixa eu explicar, nos livros da Bridget, temos um romance de costumes contemporâneo, logo, as personagens não são exatamente iguais às de Austen, mas nomes e características emocionais prevaleceram. Afinal, como não amar o Sr. Darcy, minha gente? 


A história de Bridget, nossa narradora-personagem, louca compulsiva por dietas, que sofre de baixa auto-estima, adora beber e tem uma queda por homens tão loucos quanto ela... começa em "O diário de Bridget Jones", no qual ela já nos diz quais serão suas RESOLUÇÕES DE ANO NOVO e acaba por não cumprir nenhuma delas!  Praxe, isso vai acontecer sempre...  Ela, que já está na casa dos trinta, quer apenas o que todas as mulheres querem: beleza, estabilidade, amigos e é claro, um grande amor para chamar de seu!! O problema é que com ela as coisas tendem a ser um pouco hilárias, e para Bridget, hilário não é legal... Exemplo do primeiro livro que ri horrores e sempre voltava nesse trecho: A mãe de nossa protagonista quer que ela agarre Mark Darcy, divorciado e rico e esse é o comentário que nossa Bridget faz dele: 

[...]"Achei um tanto ridículo se chamar Sr. Darcy e ficar sozinho com cara de esnobe numa festa. É como se chamar Heathcliff e insistir em passar a noite inteira no jardim gritando 'Cathy' e batendo com a cabeça numa árvore." [...]

Não quero dar spoilers, afinal o livro é excelente e vale muito a pena ser lido, relido e comentado! 

No segundo, "Bridget Jones no limite da razão", nossa protagonista continua obsecada ao extremo com seu peso, só que agora ela tem outro objeto de obsessão: seu namorado, o lindo, adulto, controlado, forte, rico e inteligente Mark Darcy. Sim, queridos, eles estão namorando... Mas quanto tempo será que o relacionamento de nossa louca compulsiva vai durar com um cara como Darcy? Só lendo para saber! 



Agora, chegamos em uma parte difícil... O último livro da trilogia "Bridget Jones louca pelo garoto". Temos um dilema. Façamos assim, se você já leu os livros e quer saber minhas impressões sobre este, continue a leitura, se não, é melhor você não ler essa parte, ela pode ser forte e triste demais para seus olhinhos... Eu avisei. 

Nesse livro encontramos Bridget viúva, ela casou com Darcy no segundo livro e ele acaba morrendo alguns anos depois em um acidente... Nossa maluquinha está agora na casa dos 50 anos, com dois filhos, sozinha mais uma vez e desesperada por um homem!! Não é que ela não se lembre de Mark, ela lembra e ainda o ama muito, mas Bridget também sabe que sem ele sua vida é um caos total, ela precisa de alguém que a desestresse e a ampare e o que a doida faz? Vai procurar um namorado nas redes sociais!! 
Sério, nesse momento, acredito que qualquer fã esperava pelo amadurecimento dessa personagem, mas não! Ele continua a mesma louca, nem os filhos dão crédito à ela, é bizarro e incomodo muitas vezes. Quando começa o relacionamento com "Roxster" ela nos mostra momentos divertidos e até parece que tudo dará certo, só que mais uma vez as inseguranças atrapalham tudo e o garotão pula fora de um relacionamento com uma mulher 20 anos mais velha. 
Mas, apesar de continuar muito louca, há momentos tocantes e reflexivos nesse livro que mostram o quão desesperada e sozinha nossa protagonista está, como na carta que ela escreve para Mark, gente, é triste, até hoje não consigo acreditar que ele morreu!! Acredito que a demora entre os outros dois livros e esse e a morte de Darcy contribuíram para que os fãs tratassem esse livro com desprezo, mas se você gosta da Bridget e quer vê-la feliz mesmo, do tipo "Felizes para sempre", precisa lê-lo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger