.31 de julho de 2015

O conto da Deusa - Natsuo Kirino

Olá, pessoal! Último post do mês de Julho, preparando-me para a "volta às aulas", não tive tempo de escrever tudo o que queria ao longo desse mês... Mas, vamos logo falar a repeito dessa história que tanto me cativou, surpreendeu e emocionou. 


      Natsuo Kirino é uma renomada escritora japonesa mais conhecida por seus romances policiais. Eu nunca li nenhum livro dela dentro desse gênero, nosso primeiro encontro foi mesmo com "O conto da Deusa". Nessa narrativa, nos são contadas duas histórias: a primeira, a respeito dos deuses Izanaki e Izanami - criadores de vários outros deuses do panteão japonês - e a segunda, fala a respeito das desventuras da narradora-personagem Namima e sua luta para conseguir justiça. 

     Àqueles que conhecem um pouco a respeito das culturas orientais já devem saber que nestas o papel das mulheres é o mais subserviente possível, é preciso lembrar que esse "conto" é permeado por uma atmosfera onírica e mitológica, não nos é mostrado com clareza em que época estamos e os nomes das localidades não condizem com as que conhecemos, nós imaginamos que a narrativa se passa no arquipélago japonês porque temos como pano de fundo a história de dois deuses venerados pelos japoneses. Namima nos diz ser habitante da ilha de Umihebi, lá existe uma tradição em que duas moças são escolhidas para serem sacerdotisas, uma da Luz e a outra das Trevas. A primeira possui todas as regalias possíveis e imagináveis, a segunda é totalmente desprezada e temida pelo povo e só existe porque é necessária para cuidar dos mortos. Quando a sacerdotisa da Luz morre a das Trevas também deve morrer... 
     Nossa Namima é, infelizmente, escolhida para ser a segunda sacerdotisa e sua irmã mais velha, Kamikuu, a primeira. Ambas sentem-se desoladas por serem afastadas, visto que nossa protagonista agora é impura. No entanto, esta não foi a maior desventura dela, Namima é traída por seu amado e acaba entrando no mundo da Deusa Izamani. Lá, só entram as almas desesperadas que não estavam preparadas para morrer ou que ainda não mereciam a morte. É na companhia da Deusa que nossa protagonista descobre todas as intrigas às quais fora submetida e sente um ódio terrível e mortal. 
     A única coisa que ela quer é justiça, e ao ouvir a história da Deusa, de como esta foi traída e descartada por seu marido, Izanaki, nós nos sentimos, juntamente a Namima, revoltados. Ambas querem vingança, ambas querem justiça, no entanto, há escolhas que não podem ser revertidas, e nem mesmo a Deusa da Morte é capaz de salvar-se desta. 
     Um livro surpreendente, com uma narrativa próxima a dos romances policias, O Conto da Deusa encanta e revolta na medida certa.

Bem, espero que tenham gostado dessa resenha! É lógico que não falei sobre muitas coisas, o legal é ler o livro, saborear sua história e aprender com ela. Bjxx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger