.17 de abril de 2015

O Castelo Animado - Diana Wynne Jones

Olá pessoal! Seguindo a cronologia de livros que li no ano passado, vamos a um dos mais fofos, com a história mais encantadora de todos os tempos e eternizado pela belíssima arte dos estúdios Ghibli.

Resenha
Quando eu tive o primeiro contato com a história de O Castelo Animado, eu estava nos meus 14 anos
e foi porque eu comprara o box de Os Cavaleiros do Zodíaco - Hades, A Saga do Santuário e nos extras há alguns trailers de outras animações famosas e uma delas foi a história da fofinha Sophie!
Gente, para aqueles que assistiram a versão dos estúdios Ghibli, Howl's Moving Castle (título em inglês) já é lindo, onírico e divertidíssimo, mas para aqueles que leram também o livro, sabem que este nos dá muito mais detalhes da história e do próprio mundo criado pela autora.
No primeiro capítulo, nós temos a epígrafe: "No qual Sophie fala com chapéus", (sim, o livro é infanto-juvenil e tem uma linguagem de contos de fadas mesmo, é lindo!) a partir dai somos apresentamos a Sophie, nossa protagonista que é uma chapeleira e é muito engraçado porque no mundo onde ela vive, a filha mais velha sempre tem uma vida "chata" e pré determinada, no caso da Sophie, ela herdará a loja de chapéus da família, outro fato curioso sobre nossa fofinha é que quando ela conversa com os objetos, eles criam vida! É preciso saber que na terra de Ingary, a magia é bem vista e muitas pessoas acham maravilhoso ter filhos magos e filhas bruxas, no entanto, por ser a mais velha, Sophie não pode sair de casa e desbravar o mundo, na verdade ela só vai descobrir esse poder quase no final no livro, mas os problemas dela começam quando um dia, ela atende uma senhora muito arrogante e como nossa garota não leva desaforo para casa, ela dá uma "lição de moral" na mulher, ela só não contava que esta fosse a "bruxa das terras desoladas", e nossa Sophie se vê envolta por uma terrível maldição: ela, uma moça de 17 anos, se transforma em uma velha de 90 anos... Mas não pensem que a garota cai no desespero por isso, não, na Terra de Ingary, maldições são normais, Sophie só precisa encontrar algum mago que desfaça o encanto, assim ela pode voltar a seus afazeres na chapelaria.
Com esse objetivo em mente, nossa garota... senhora, sai da cidade e se depara com um espantalho, ela conversa com a criatura e puft! O danado passa a segui-la para todos os lados, é nesse momento que Sophie encontra o castelo do Mago Howl, que tem fama de devorar os corações das mocinhas, como nossa senhorinha não é mais uma moça jovem e bonita ela entra no castelo e acaba por fazer um contrato com Calcifer, o demônio do fogo que é prisioneiro de Howl, depois disso conhecemos Michael, que no original é um rapaz de 15 anos e ai meus queridos a história de desenrola em diversas situações engraçadíssimas desses dois, do Howl, porque o Howl é um moleque mimado e insuportável as vezes! A Sophie vive dando broncas nele e cuidando dele, até que muitas outras aventuras acontecem e nós temos nosso fim...
Não direi o final! Leiam o livro e depois assistam ao filme, vocês merecem essa viagem mágica!


Curiosidades:
  • No livro Sophie tem duas irmãs: Martha e Lettie e muitas das aventuras que ela vive acontecem por causa de uma travessura dessas duas...
  • No filme Suliman é a mestra de Howl e é uma mulher, já no livro, Suliman é um homem e ele é amigo do Howl e teve a mesma mestra.


É isso galera, espero que tenham gostado do post tanto quanto eu gostei de fazê-lo! Bjxx e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger