.24 de setembro de 2013

NANA

Olá povo lindo! Que chuva hein? Por alguns poucos dias de calor eu pensei q não morava mais em São Paulo, mas ai as novas queridas gotículas de água das nuvens caem nas nossas cabeças e ai você lembra o porque de Sampa ser a "terra da garoa", ah! E o mais engraçado: Acreditam e roubaram meu guarda-chuva? Gente que inferno! Quem rouba um guarda-chuva? Sério, eu estou abismada até agora! E pra me distrair escreverei no blog! Com licença. 


Pois é gente linda faz um tempinho que eu não escrevo nada sobre mangás ou animes né? O que posso dizer.... Tempo, minha gente, é isso o que me falta! Mas eu assisti vários animes durante as férias e o que eu mais me apaixonei, sinto falta até hoje (T-T) é o Nana!!!! 
O mangá foi escrito pela Ai Yazawa que também escreveu outras histórias como Paradise Kiss (que eu não acredito que não comentei aqui!!! - se acharem a postagem aqui me avisem!), outro anime perfeito. Em Nana,  somo apresentadas a duas garotas completamente opostas que tem em comum apenas duas coisas: o nome (Nana) e a vontade de realizar seus sonhos e ser independentes. 

Komatsu Nana


É uma garota super imatura, dependente de tudo e de todos, bem cabecinha de vento mesmo! Ela é a protagonista “principal” da série, visto que é a partir da narração dela que conhecemos a história das duas. A Hachiko (apelido que a outra Nana lhe dá, por achar que ela parece um cachorrinho) é muito menininha, tem um histórico hilário, beirando o ridículo de casos amorosos sem futuro, mas também tem uma tristeza e uma profunda falta de auto estima que nos deixam com muita pena dela... A todo momento é passada para trás e não toma atitude alguma, é uma criança em Tóquio e sem os pais... Confusão é pouco perto do que acontece com ela ao longo da trama...

Oosaki Nana


Como eu disse... Completamente diferentes!! Isso dá pra perceber pelo estilo de cada uma né, enquanto a Hachiko é dócil, meiga e super desmotivada, a Nana é uma punk que não abaixa a cabeça pra ninguém e luta pelo que ela quer, é uma guerreira. A garota foi abandonada pela mãe, ficou completamente sozinha aos 15 anos, vai morar com um cara um ano depois, isso no Japão onde o preconceito contra as mulheres é muito pior do que aqui e ai quando ela pensa que tudo dará certo e que a banda dela e do namorado vai deslanchar, ele é contratado por uma outra banda que já está na estrada do sucesso, ele vai embora e ela não vai com ele, por que? Porque mesmo amando muito esse cara ela não quer depender dele! Minha heroína! A Nana é tudo o que toda mulher deveria ser pelo menos um pouquinho....

Tá, e ai vocês perguntam, mas como duas garotas tão diferentes podem ter suas histórias unidas? Andie não me diga que a Hachiko pega o ex da Nana!!! oO Não gente, isso não acontece! O que acontece é o acaso. As duas se conhecem num trem está a caminho de Tóquio, depois de uma semana elas se encontram de novo na casa que ambas querem alugar e ai elas decidem morar juntas! Simples assim! É a química! kkkkkk 
Durante todos os episódios nós temos um pequeno vislumbre do futuro das duas (que eu não contarei) mas que pra mim foi muito triste de uma maneira diferente pra cada uma o que é uma característica da mangaká, ela não constrói os típicos "finais felizes" por isso seus mangás estão na categoria JOSEI que são aqueles feitos para mulheres adultas com uma temática mais realista, então se você for uma babona ou um babão que não gosta da realidade, não assista Nana, você ficará indignado e chorará rios de lágrimas, agora se você é como eu, que adora esse realismo cheio de peças e tramóias, vai amar Nana! Mesmo ficando indignado do mesmo jeito porque nenhum ser humano normal que gosta dessas duas ficaria feliz com o final desse anime.... 
Entretanto, o mangá tem continuação só que, como a Ai adoeceu na época e tudo o mais ela parou de lançar os mangás e a história ficou sem um fim (por isso não ousei lê-los, o desespero seria maior!), pra vocês verem como ela desistiu mesmo da história o mangá foi lançado em 2000, 2000!!! E o anime foi exibido em 2007, por isso não esperem mais por Nana, eu já me conformei... 
O que eu mais gostei nessa história além da amizade das duas, são os problemas e crises existenciais que qualquer mulher pode enfrentar em sua vida, muito diferente dos shoujos que só falam de meninos, e roupa e cabelo etc... Nana é um anime adulto apesar dos traços super coloridos da Ai e nos deixa com aquele gostinho de quero mais a cada episódio... 


Eu não darei spoiler, o anime é curtinho são 47 ep. Então, assistam e me digam o que acharão do final, porque eu odiei!!!!! (chorando) Ah! E tem um live action (filme) da história mas os japas cagaram na trama e ficou horrível não gostei! E é isso pessoal, até a próxima! Ah! Vou postar a abertura dele! Beijinhos...




2 comentários:

  1. Eu adoro esse anime, desde que voce me falou que eu peguei pra assistir, mas ainda não cheguei no final, são tantos animes... kkk mas depois dessa to curioso.

    ResponderExcluir
  2. Ele é demais mesmo e vc vai se surpreender muito com o final....

    ResponderExcluir

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger