.27 de agosto de 2012

Livros, livros e mais livros!!!!


O advogado de Deus e Laços Eternos - Zibia Gaspareto - pelo espirito Lucius



O espiritismo é uma doutrina que nos ensina a amar os nossos semelhantes e a nos desprender dos reflexos do corpo, cuidando sempre do nosso verdadeiro bem, nossa alma.
E ai galerinha? Beleza? ( momento Cartman falando...). Durante esses dias eu estive lendo alguns livros bem interessantes, dois são espiritas e vou falar sobre eles agora, e o outro é um romance romântico, mas esse fica para o próximo post.
Ultimamente tenho me interessado bastante pelo assunto espiritualidade, tenho pesquisado, ido a palestras, lido livros.... Enfim, quero me aprofundar nesse estudo, quero saber as respostas para perguntas tão antigas e tão frequentes que estão sempre na cabeça de todos.
Confesso que antes tinha essa curiosidade mas era muito ociosa e tinha um pouco de preguiça e até um certo receio de ler livros espiritas, mas, como meu vizinho me emprestou alguns livros dele, eu pude perceber que os ensinamentos dessa doutrina são tão claros e objetivos, tão simples, tão cotidianos, que é difícil não se identificar. Por exemplo, em O ADVOGADO DE DEUS, somos apresentados a alta sociedade paulistana dos anos 50, cheia de requintes, escândalos, intrigas e sujeira por debaixo do tapete. É nesse mundo que vive Daniel, um jovem advogado recém formado que não suporta a política corrupta do pai e muito menos a sociedade maldosa e superficial da mãe, e decide, contrariando a todos, sair de casa e encontrar seu caminho sozinho.
Nesse livro Zibia Gasparetto, narra uma história que poderia simplesmente acontecer com qualquer um, o complexo de "pobre menino rico" não é um mero clichê, não podemos viver sem o dinheiro mas ele também não é tudo, as aparências, os jogos de poder, manipulações, intrigas de nada servem, afinal um dia a vida vem cobrar o tempo que você perdeu com coisas tão fúteis e inúteis como essas. Porque bens materiais ficam, mas o seu caráter e a sua história de vida sempre andarão lado a lado com você, para onde quer que você vá.
No decorrer da história conhecemos melhor as angustias, medos e inseguranças das personagens, vemos que suas vidas não assim tão brilhantes quanto suas baixelas de prata, e que é muito pior sofrer calado com medo de mostrar-se e revelar seus sentimentos do que simplesmente agir naturalmente e ser você mesmo e encarar a vida de frente.
É por isso que adorei O advogado de Deus, nós sempre pensamos que a casa do vizinho é melhor do que a nossa, mas você já entrou nessa casa? As vezes as casa mais bonitas escondem os problemas mais difíceis....

Esse contexto de futilidade e corrupção tão tipicamente humanos, não muda muito em LAÇOS ETERNOS, o que muda mesmo é a abordagem do assunto.
Em Laços Eternos somos levamos para uma outra vida, onde a personagem Nina descobre o porque de tanto sofrimento em sua antiga vida atual. Nina está morta e no plano espiritual lhe é mostrada a rede de intrigas criada por uma mulher para destruir a sua felicidade e a felicidade de sua alma gêmea. 
O trabalho dela acabou, mas a Condessa de Ancour e seu ex amante, devem resgatar nessa vida os verdadeiros valores da alma, sendo - lhes tirado tudo o que é terreno: beleza, vaidade, dinheiro, tudo isso de nada importa para eles que, antes unidos por laços de ódio e rancor, e agora unidos por laços de amor, devem enfrentar  com obstinação os desígnios de uma vida que eles mesmos, com atos egoístas acabaram por destruir no passado.
Aqui, vemos o quão exata é a vida. Você recebe a medida que dá  é como na ciência humana, toda ação gera uma reação, logo, laços eternos, podem ser construídos tanto por amor como por ódio. Nossas ações no passado nos farão ser o que somos hoje e nossas ações hoje nos dirão se completamos ou não nossa missão na Terra.
O mais interessante na história é que, mesmo com tanto sofrimento e dor, a personagem Roque, não desiste e nem perde sua fé em Deus, pois como ele mesmo diz  " Deus não dá um peso que não possamos carregar".
Se nós parássemos para pensar, ao invés de só nos lamentarmos dizendo " Meus Deus que mal tão grave eu fiz ao Senhor?!" Nós perceberíamos que não fizemos mal algum a Ele, fizemos mal sim, mas a nós mesmos, ou a pessoas que nos eram próximas.
Por isso gente, vamos esquecer os sentimentos baixos como raiva, tristeza, inveja, ganância e nos concentrar em fazer o bem e buscar nossa paz.  Do que adianta ter beleza física, dinheiro, sem ter paz? E no que vai ajudar na resolução de seus problemas, ficar reclamando? Sejamos coerentes, não existe problema que não possa ser resolvido e se você tem um problema, enfrente - o, e lembre - se que você o merece, mesmo não se lembrando dele, você deve ver isso como uma chance que a vida está te dando para evoluir.
Então é isso gente! Espero que tenham gostado do post e leiam os livros! Com certeza eles vão te ajudar a ver a vida com mais clareza!

Beijinhos...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger