.1 de maio de 2011

Um texto...

 Bem.. Sei lá porque eu escrevi esse texto. Acho que estava muito chateada com algumas coisas e queria mostrar que as vezes a maneira mais fácil pode ser a mais difícil, e as vezes até irreversível.

Problemas

Ela corria.
Corria de maneira ininterrupta e frenética. Não conseguiria explicar o porque de tamanho desespero, sabia apenas que precisava correr, correr, fugir, fugir de tudo e de todos. Afinal de contas, não era esse o melhor caminho? Pra quê enfrentar os problemas quando eles parecem querer engolir você, e jogá-la em um labirinto profundo e sem saída? Pra quê lutar? A melhor solução é fugir! Fugir e não olhar para trás, esquecer quem foi, quem amou, quem jurou proteger, e o que deixou para trás.
Finalmente depois de horas correndo, de repente ela parou, parou e olhou a sua volta, seus músculos doíam e faltava ar em seus pulmões, abriu a boca e deixou que o ar gélido da madrugada entrasse lentamente em seu corpo. Percebeu que estava sozinha, completamente sozinha, sozinha e perdida, não sabia que lugar era aquele, sentia medo, cansaço e solidão. Voltou a pensar nos problemas que deixara em algum lugar atrás daquelas colinas, nas pessoas que amava e que agora eram apenas sombras difusas, uma ilusão de óptica causada pela disposição das pedras.
Sentia-se nojenta por ter fugido. Sentia-se imunda por ter desistido de tudo e de todos por causa de sua estúpida covardia! Decidiu que iria suicidar-se. Pensou melhor, suicídio não é coisa para fracos desertores, e era isso que ela era, uma desertora, uma maldita desertora!
Seus pensamentos foram interrompidos por uma forte luz vindo em sua direção, e depois, a dor. A dor lancinante que emanava do centro de seu corpo e aumentava a cada segundo. Ela arfava, respirar agora era quase impossível, viu sombras, elas falavam uma língua incompreensível, tentou entender o que elas diziam, no entanto ela já não ouvia mais nada...
Foi nesse momento que ela teve sua revelação, deitada naquele asfalto frio, longe de tudo aquilo que abandonara, ela sentiu que seus problemas estavam finalmente resolvidos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentar leva apenas alguns segundos...Sua opinião é muito importante! =D

© LIVRE LENDO - 2016 | Todos os direitos reservados. | Blog de Andrea Morais | Tecnologia do Blogger